Boletim eletrônico Nº 643  Ano XIII - 12 a 19 de maio de 2017.

institutobrasileirodemuseus

www.museus.gov.br

---

Ibram normatiza destinação de bens culturais apreendidos pela Receita

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) publicou nesta sexta-feira (12) a Instrução Normativa Nº 1/2017, que define os procedimentos técnicos e administrativos a ser aplicados pelo órgão nos casos de recebimento de bens culturais apreendidos pela Receita Federal do Brasil (RFB).

A destinação de bens culturais apreendidos pela Receita Federal a museus brasileiros é prevista pela Lei n.º 12.840, de 9 de julho de 2013 e pela Portaria Interministerial MF/MinC n.º 506, de 16 de dezembro de 2014.

A legislação define que o Ibram será notificado pela RFB sobre mercadorias abandonadas, entregues à Fazenda Nacional ou objeto de pena de perdimento, quando houver indícios de que se trate de bem de valor cultural, artístico ou histórico.

A instrução normativa agora publicada estabelece que o Departamento de Processos Museais (DPMUS) do Ibram, por meio de sua Coordenação de Acervo Museológico, será responsável por gerenciar os procedimentos técnicos e administrativos relativos ao tema.

O Ibram disponibilizará endereço eletrônico exclusivo para o recebimento de notificações deste tipo. Ao receber uma notificação, será aberto processo administrativo, realizada avaliação prévia do bem cultural e consultas ao Conselho Consultivo do Patrimônio Museológico, museus federais brasileiros e, nos casos de bens tombados em nível federal, ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Objetivando a adequada preservação e difusão dos bens incorporados ao seu patrimônio, o Ibram poderá permitir sua guarda e administração a museus pertencentes às esferas federal, estadual ou municipal, ou ainda a museus privados, desde que sem fins lucrativos e integrantes do Sistema Brasileiro de Museus.

Desde a publicação da Lei n.º 12.840, o Ibram já destinou 2.928 bens culturais aos museus brasileiros, fortalecendo a Política Nacional de Museus e contribuindo para a democratização e acesso aos bens culturais.

---

Semana de Museus movimenta o país a partir de segunda (15)

Cartaz_SemanaMuseus2017

 

Começa nesta segunda-feira, em museus e instituições culturais de todo o país, a 15ª Semana de Museus. Com o tema “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”, a temporada irá movimentar mais de 450 cidades com exposições, palestras, mesas-redondas, visitas mediadas, shows e uma série de atividades especiais.

Para Marcelo Araujo, Presidente do Ibram, “a Semana Nacional de Museus é um momento privilegiado de divulgação, reflexão e visibilidade para os museus brasileiros. Ela chega a sua 15ª edição como uma iniciativa consagrada que reúne milhares de instituições em todos os estados do nosso país, contribuindo para o reconhecimento pela sociedade brasileira da importância e do papel dos museus na contemporaneidade”.

Em comemoração aos 15 anos da Semana, os museus vinculados ao Ibram preparam uma extensa programação ao longo de todo o mês de maio. Na segunda-feira (15), o Museu do Diamante, em Diamantina (MG), propõe um debate através da pergunta “Qual museu nós queremos?”. No dia 18, o Museu das Missões, em São Miguel das Missões (RS), promoverá a visitação ao Borraio Minhas Origens, com o apoio do Ponto de Memória Missioneira. Também o Museu Lasar Segall, em São Paulo, sugere uma reflexão a partir do tema da Semana. No dia 19, o museu realiza a roda de conversa Vozes e Silêncios com os educadores Diran Castro, Pedro Ermel, Gabriela Almeida Mattos, Janaína Machado, Jordana Braz, Luciano Favaro e Julia Viana.

Julgamentos Históricos é o nome da atividade que o Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, preparou para a Semana. A atividade conta com o julgamento de três personagens de nossa história: D. João VI, D. Pedro I e D. Pedro II. A cada dia uma figura será acusada de crimes e caberá ao público visitante condená-la ou não. Durante a encenação, realizada pela equipe de educadores do MHN, serão apresentas "provas" expostas em nosso acervo, que servirão de pistas para auxiliar o público durante o julgamento. Ao final de cada performance a sentença será declarada!

Tendo como pano de fundo o tema proposto para a Semana de Museus, também os museus da Inconfidência, Imperial, Regional de São João del-Rei, Nacional de Belas Artes, Castro Maya, Abolição, Casa dos Ottoni e Casa da Hera realizam exposições temporárias no período. A programação completa da Semana de Museus está disponível aqui.

---

Ibram discute práticas de pesquisa durante a 15ª Semana de Museus

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) realiza, como atividade da 15ª Semana de Museus, a Jornada Técnica "Objetos controversos: a prática da pesquisa nos museus".

A Jornada surgiu a partir da intenção dos diretores dos museus da rede Ibram em discutir uma série de temas. A atividade, gratuita e aberta ao público, acontece no dia 17 de maio,  de 9h às 18h, no Museu da República/Ibram no Rio de Janeiro (RJ).

As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas pelo telefone (21) 2127.0342 ou pelo e-mail mr.marketing@museus.gov.br.

Serão quatro painéis mediados por diretores de museus Ibram. O painel de abertura “A atribuição dos museus no contexto nacional e internacional” terá a participação de Maria Inês Mantovani Franco, Presidente Icom Brasil, e Marcelo Mattos Araujo, Presidente do Ibram.

Em seguida, Christina Penna, historiadora de arte, Rafael Zamorano, do Museu Histórico Nacional, e Alejandra Saladino, do Museu da República, discutem as teorias e práticas de pesquisa.

À tarde serão dois painéis: “Informação e público",  com Marcelo Bortolloti, jornalista da Revista Época; Mário Chagas, do Museu da República, e Simone Bibian, do Museu Nacional de Belas Artes. "Usos da tecnologia" traz Larissa Long, do Museu Nacional de Belas Artes,  Eliane Zanatta, do Museu Imperial, e Ivan Coelho, da UniRio.

Do pó ao pó e Fa Pianger e Sospirare
O Museu da República também recebe duas mostras temporárias em comemoração à Semana de Museus 2017. As exposições, que serão abertas neste sábado (13), guardam em comum o fato de ambas remeterem, de alguma forma, à história do lugar.

Em Do pó ao pó, o artista Zé Carlos Garcia lança, na Galeria do Lago, um questionamento sobre a importância dos bustos que “povoam” os corredores do museu, com suas montagens de pedras sedimentares que se assemelham a figuras humanas sem rosto.

Já o artista visual Alessandro Sartore propõe com sua instalação Fa Pianger e Sospirare, montada no Coreto, uma volta a sua função regressa. A curadoria é assinada por Isabel Sanson Portella. Saiba mais.

---

Painéis durante o 7º Fórum Nacional de Museus abordam temas contemporâneos

Untitled design (1)

Educação, criatividade, propriedade intelectual, comunicação e financiamento sob a perspectiva da área de museus são alguns dos temas abordados nos nove painéis programados para o 7º Fórum Nacional de Museus (FNM).

O relevante papel dos programas educacionais em museus é tema do primeiro painel, que reúne Helena Quadros (Museu Emilio Goeldi/Ponto de Memória Terra Firme – PA), Janaína Melo (Museu de Arte do Rio/Escola do Olhar – RJ) e Mila Chiovatto (Pinacoteca de São Paulo – SP).

A comunicação digital, e sua contribuição para os museus, será abordada em dois painéis: no primeiro participam Muna Durans -foto (Museu Imperial – RJ), Rafael Veras (Museu do Amanhã – RJ) e Daniela Alfonsi (Museu do Futebol – SP).

No segundo, cujo foco está na preservação digital e acesso, participam José Murilo (Ibram – DF), Wellington Pedro da Silva (Ponto de Memória Taquaril – MG) e Daniel Flores - foto (Universidade Federal de Santa Maria – RS).

O museu como lugar de produção de conhecimento, por meio da divulgação das pesquisas realizadas nas instituições de memória, também é tema de painel.

Simone Flores (Museu de Ciência e Tecnologia da PUC – RS), Henrique Ribeiro (Museu do Homem do Nordeste – PE) e Fernando Oliva (Museu de Arte de São Paulo – SP) abordam o tema.

Um dos assuntos mais discutidos atualmente em todo o mundo, a gestão de propriedade intelectual será tratada sob a perspectiva dos acervos em instituições.

Os painelistas serão Rafael Vasquez (Organização Mundial da Propriedade Intelectual – Brasil), Cláudia Porto (Comitê Internacional Icom para o Desenvolvimento de Coleções – Brasil) e Gabriela Augustini (Universidade Candido Mendes – RJ).

Função social e financiamento
A função social dos museus, especialmente diante de um cenário de rápidas transformações, reúne mais três painelistas: Desirée Reis (Museu do Samba – RJ), Cida Vieira (Museu do Sexo das Putas – MG) e Suzenalson Santos (Museu Indígena Kanindé – CE).

O sétimo painel do FNM 2017 aponta reflexões e desafios sobre a primeira década de existência do Programa Ibermuseus. São convidados Mario Chagas (Museu da República – RJ), Miguel Suela (Ministério da Educação, Cultura e Esporte – Espanha) e Javier Royer (Sistema Nacional de Museus – Uruguai).

O penúltimo painel traz à baila as relações entre museus, economia e a qualidade de vida das comunidades locais. Participam Sérgio Rodrigo Reis (Museu de Congonhas – MG), Maria da Abadia Teixeira (Ponto de Memória da Estrutural – DF) e Alemberg Quindins -foto (Memorial Homem Kariri – CE).

O financiamento para museus públicos e privados, por meio de cooperações e parcerias, será o último dos painéis do 7º FNM. Ricardo Levisky (Levisky Negócios e Cultura – SP), Marlene Velasco (Museu Cora Coralina – GO) e Sergio Freitas (Museu Catavento – SP) são os convidados para tratar do tema.

Os painéis acontecem entre os dias 31 de maio e 2 de junho no turno da manhã. Conferências, minicursos e mostra de trabalhos também fazem parte da programação: acesse todas as atividades programadas para o 7º FNM.

O Fórum Nacional de Museus acontece entre os dias 30 de maio e 4 de junho no Centro de Eventos da PUC-RS em Porto Alegre (RS) e é organizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) – autarquia vinculada ao Ministério da Cultura (MinC).

 

---

Conheça os convidados internacionais para as conferências do 7º FNM

Jill_Cousins_7FNM

Com o tema Recomendação Unesco: caminhos para museus e coleções, o 7º Fórum Nacional de Museus (FNM) acontece entre os dias 30 de maio e 4 de junho no Centro de Eventos da PUC-RS em Porto Alegre (RS).

Para as três conferências programadas, entre os dias 31 maio e 2 de junho, chegam convidados da França, Chile e Holanda.

O tema do FNM 2017 será abordado na conferência Recomendação Unesco 2015 para proteção e promoção dos museus e coleções no dia 31 de maio.

O conferencista é François Mairesse, professor de Museologia e Economia da Cultura da Universidade Sorbonne Nouvelle e na Escola do Louvre (França), e atual presidente do Comitê Internacional para a Museologia (Icofom/Icom).

Autor de livros na área da museologia, Mairesse foi redator do estudo preparatório sobre a importância de um novo instrumento internacional para museus, que embasou a aprovação da Recomendação Unesco 2015.

Cooperação e novos públicos
Já no dia 1º de junho, os avanços alcançados pelos museus Ibero-americanos na última década será o mote da conferência Valorização dos museus por meio da cooperação internacional: 10 anos da Declaração de Salvador.

Alan Trampe, desde o ano 2000 subdiretor Nacional de Museus da Diretoria de Bibliotecas, Arquivos e Museus do Chile, será o conferencista da noite.

O foco da comunicação será as possibilidades de desenvolvimento do campo por meio da articulação entre instituições públicas e privadas, bem como o intercâmbio de experiências, práticas e do conhecimento produzido no âmbito do Programa Ibermuseus.

A última conferência do 7º Fórum Nacional de Museus, no dia 2 de junho, traz Jill Cousins (foto), diretora executiva da Fundação Europeana – que é responsável por integrar coleções digitais de 180 instituições de 27 países da Europa, entre museus, arquivos, bibliotecas e cinematecas.

Sob o tema Museus no século 21: comunicação e formação de novos públicos, Cousins dará destaque para as políticas de comunicação de museus, capazes de contribuir, de forma participativa, para a integração, o acesso e a inclusão social.

A participação nas atividades do FNM é gratuita mediante inscrição. O formulário está disponível online até 26 de maio. Confira as atividades programadas para o 7º FNM.

O Fórum Nacional de Museus é organizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) – autarquia vinculada ao Ministério da Cultura (MinC). Mais informações podem ser obtidas pelo endereço eletrônico forumnacionaldemuseus@museus.gov.br.

---

Palácio Rio Negro reabre ao público em Petrópolis com nova exposição

Palacio Rio Negro_fachada

O Palácio Rio Negro/Ibram, em Petrópolis (RJ), recebeu obras de requalificação e reabre ao público nesta sexta-feira (12), com a exposição Histórias do Palácio Rio Negro.

A mostra reúne painéis com fotos e textos sobre as diversas fases do palácio, acontecimentos e personagens que transitaram pelas suas salas e corredores. Histórias vivenciadas antes da construção pertencer ao Governo Federal e se tornar a residência de verão oficial dos presidentes do Brasil até os dias de hoje.

Outro destaque é a abertura, pela primeira vez, do quarto que foi ocupado por Getúlio Vargas (1882-1954). Os móveis originais, que estavam na reserva técnica do Museu da República, unidade do Ibram que administra o palácio, estão agora à vista do público.

A obra de requalificação da infraestrutura elétrica foi realizada no interior e no exterior do palácio e incluiu, entre outras melhorias, instalação de eletrocalhas, equipamentos para a antiga casa de geradores, para-raios e iluminação da fachada – destacando os detalhes da arquitetura.

O projeto foi realizado pelo Instituto Cultural Cidade Viva (ICCV) em parceria com o Palácio Rio Negro e Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) – com o patrocínio da Petrobras. Saiba mais sobre o Palácio.

Agenda

Usos e abusos da História nos museus acreanos

O quê: Palestra com o Prof. Dr. Eduardo de Araújo Carneiro.
Quando: Dia 15/5, às 10h.
Onde: Museu Universitário - Universidade Federal do Acre (Rodovia BR 364, s/n | Rio Branco - AC)
Informações: (68) 3901 2500 | madhis.ufac@gmail.com

---

Narrativas controversas no Museu da Fundação da Memória Republicana Brasileira

O quê: A conversa com o professor João Carlos Pimentel vai abordar diálogos possíveis sobre o tema com professores e profissionais de museus.
Quando: Dias 15 e 16/5, das 15h às 16h30.
Onde: Museu da Fundação da Memória Republicana Brasileira (Rua da Palma, 502 - Desterro | São Luís - MA)
Informações: (98) 3221 3724 | museu.fmrb@fmrb.ma.gov.br

---

O Museu e o Não Dito

O quê: A instalação interativa provoca o visitante a refletir sobre o que geralmente fica fora do discurso museológico e científico, bem como busca dar voz ao que "não é dito".
Quando: De 16/5 a 21/5, das 10h às 17h.
Onde: Espaço do Conhecimento UFMG (Praça da Liberdade, 700 - Funcionários | Belo Horizonte - MG)
Informações: (31) 3409 8398

---

Cine LGBT

O quê: Filmes com temática LGBT e debate com convidados após as exibições sobre temas relacionados e sua invisibilidade na sociedade.
Quando: De 16/5 a 19/5, das 9h às 22h.
Onde: Museu da Imagem e do Som de Mato Grosso do Sul (Av. Fernando Corrêa da Costa, 559, 3º andar - Centro | Campo Grande - MS)
Informações: (67) 3316 9178 | mis@fcms.ms.gov.br

---

O Negro no Museu Paranaense

O quê: A mesa-redonda discutirá a invisibilidade do negro no museu e a constituição de um GT com o objetivo de ressignificar as exposições que valorizem a cultura negra.
Quando: Dia 17/5, das 14h às 16h.
Onde: Museu Paranaense (Rua Kellers, 289 - São Francisco | Curitiba - PR)
Informações: (41) 3304 3300 | mp.acaocultural@seec.pr.gov.br

---

Debaixo da pele: a história da afro-descendência no Brasil

O quê: O projeto teatral, partindo de uma pesquisa histórica, trata da questão étnico-racial brasileira no contexto histórico, social, econômico, cultural e político numa retrospectiva que põe em cena grandes temas como: racismo, conquistas e igualdade.
Quando: Dia 17/5, às 19h.
Onde: Museu Câmara Cascudo - Parque das Ciências (Av. Hermes da Fonseca, 1398 – Tirol | Natal - RN)
Informações: (84) 3342 4929 | www.mcc.ufrn.br

 

 

Cursos e oficinas

---

Poéticas e políticas em movimento a partir de experiências concretas

O quê: A partir de experiências concretas levadas a efeito nos últimos dez anos (2006-2016) o curso, promovido pela Rede de Museologia Social do Rio de Janeiro, pretende examinar os rumos da museologia social no Brasil. Entre as experiências concretas apresentadas e debatidas encontram-se o Museu da Maré, o Museu Vivo de São Bento, o Museu de Favela, o Museu Sankofa da Favela da Rocinha, o Ecomuseu Nega Vilma, o Museu do Horto, o Ecomuseu Amigos do Rio Joana, o Ecomuseu de Manguinhos e o Museu das Remoções.
Quando: De 19 a 21/5.
Onde: Museu das Remoções (Igreja São José Operário - Rua Vila Autódromo - Barra da Tijuca | Rio de Janeiro - RJ)
Informações: redemuseologiasocialrj@gmail.com