Boletim eletrônico Nº 652  Ano XIII -14 a 21 de julho de 2017.

institutobrasileirodemuseus

www.museus.gov.br

---

Ibram abre hoje (14) inscrições de atividades para a 11ª Primavera dos Museus

PrimaveraMuseus_Amazonas

Começa hoje (14), e segue até o dia 14 de agosto, o período de inscrição de atividades para a 11ª Primavera dos Museus.

A temporada nacional de eventos, coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), acontece este ano entre os dias 18 e 24 de setembro e é aberta à participação de museus, instituições de memória, espaços e centros culturais brasileiros.

Para 2017 o tema escolhido foi Museus e suas memórias. Um dos objetivos é que as instituições possam ‘olhar para dentro’ e refletir, junto com os seus públicos, sobre suas contribuições para a memória local e o desenvolvimento das comunidades onde se inserem.

As instituições interessadas devem acessar a página de Eventos Ibram e cadastrar online suas atividades programadas -  como exposições, palestras, seminários, shows, exibição de filmes etc. A programação é de inteira responsabilidade dos museus.

Semanas antes do início do evento, o Ibram lança o guia digital da programação com todas as atividades cadastradas.

Questões atuais
Desde sua primeira edição (2007), a Primavera dos Museus aborda temas que têm relações estreitas com tópicos contemporâneos e a memória social brasileira – como meio ambiente, direitos humanos, cultura afro-brasileira e questões ligadas a mulheres.

Assim como acontece no primeiro semestre, durante a Semana de Museus, o objetivo do Ibram é promover, divulgar e valorizar os museus brasileiros, buscando intensificar a relação dos museus com a sociedade e o aumento do público nos museus.

Na edição 2016, a Primavera dos Museus contou com a participação de 753 instituições, que realizaram 2. 080 eventos em torno do tema Museus, Memórias e Economia da Cultura. Na série histórica, entre 2007 e 2016, houve um crescimento de 15% no número de participantes. Confira o quadro evolutivo.

Dúvidas e outras informações devem ser enviadas para o endereço eletrônico primavera@museus.gov.br.

Foto: atividade da 9ª Primavera dos Museus (2015) no Museu Bosque da Ciência (AM).

 

---

MNBA abre mostras em comemoração ao Dia Nacional da França

A grande cidade iluminada, Antonio Bandeira

O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram) abre, nesta sexta-feira (14), duas mostras: Diálogos Contemporâneos e Missão Francesa. As exposições são em comemoração ao Dia Nacional da França, celebrado em 14 de julho.

A mostra Diálogos Contemporâneos reúne cerca de 100 obras, entre pinturas, esculturas, desenhos e gravuras, e tem curadoria de Claudia Saldanha e da pesquisadora e diretora do MNBA, Monica Xexéo. A exposição é um recorte do acervo do Museu e as obras expostas se situam entre os anos 1920 até o contemporâneo, espelhando alguns ângulos da influência francesa na vivência de artistas modernos e contemporâneos brasileiros.

Na exposição, poderão ser vistos trabalhos de nomes como Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Flavio Shiró, Antonio Bandeira, Gonçalo Ivo, Sérvulo Esmeraldo, Luiz Áquila, Jorge Mori, Lasar Segall, Maria Leontina.

Missão Francesa é um recorte do livro de mesmo nome, do artista André Penteado. Para a mostra, o artista selecionou um grupo de trinta e três fotografias que resumem as discussões levantadas no livro.

O livro Missão Francesa faz parte da trilogia Rastros, Traços e Vestígios. A publicação busca relacionar passado e presente a partir da formação de artes no Brasil, pelos franceses, em locais emblemáticos como o Museu Nacional de Belas Artes, o Museu D. João VI e o Solar Grandjean de Montigny, e a personificação do que esse processo representou, em retratos de alunos e professores da Escola de Belas Artes da UFRJ, retratos de descendentes de Nicolas-Antoine Taunay e desenhos, pinturas e esculturas dos artistas que compuseram a Missão, assim como de seus alunos, pertencentes aos acervos das instituições visitadas.

Mais informações na página do Museu.

 

---

Museu Regional de São João del-Rei integra programação do Inverno Cultural

museu-regional-sao-jose-del-rei

Entre os dias 26 e 28 de julho, o Museu Regional de São João del-Rei/Ibram, em Minas Gerais (MG), integra mais uma edição do projeto Inverno Cultural.

Realizado pela Universidade Federal de São João del-Rei,  neste ano o tema será "Universidade, arte e resistência: a cultura como bem comum" - um chamado pela participação da cidade em busca de uma arte mais democrática e inclusiva.

O museu traz uma programação especial, funcionando inclusive com horário estendido para receber os visitantes que estiverem na cidade: entre 22 e 30 de julho, período em que acontece o Inverno Cultural, o horário de funcionamento será de 9h às 21h.

Agenda
No dia, 26, Clebson Cunha apresenta  o espetáculo “Mais um Trovador...” com canções da banda Legião Urbana. O intuito é rememorar a atemporalidade da poesia musicada.

Já no dia 27 acontece o Recital de Órgão de Tubos por Elisa Freixo. Professora de órgão e organista titular da Sé de Mariana (MG), a musicista se apresenta aproximadamente cinco vezes por ano no museu regional, que tem em seu acervo o histórico instrumento produzido na região no final do século XVIII.

Para finalizar, no dia dia 28 acontece a apresentação do espetáculo “Rodas e Gingas". Realizado pela Associação Afro-brasileira Casa do Tesouro, Ponto de Memória Batuques e Associação Meninos do Amanhã, o espetáculo, com direção de Celina Batalha, exibe manifestações culturais afro-brasileiras, através de danças em roda,  com a participação do público e música ao vivo.

Todas as atividades acontecem às 19h e têm entrada gratuita. O Museu Regional de São João del-Rei está localizado na Rua Marechal Deodoro, 12 - Centro. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (32) 3371.7663.

 

---

Fortaleza e Recife recebem obras pertencentes ao acervo dos Museus Castro Maya

Ukiyoe_ Ando Hiroshige 1 _foto Jaime Acioli

A CAIXA Cultural Fortaleza recebe, até 10 de setembro de 2017, a exposição Henri Matisse - Jazz, com obras do pintor, desenhista e escultor francês Henri Matisse (1869-1954). A mostra reúne 20 pranchas impressas com a técnica au pochoir, feitas especialmente para o álbum Jazz, publicado em Paris, em 1947. Foram impressos 250 álbuns, destes, dois estão no Brasil. As obras ora apresentadas pertencem ao exemplar 196, que integra o acervo dos Museus Castro Maya/Ibram. A curadoria da exposição é de Anna Paola Baptista, curadora do Museu da Chácara do Céu.

Também com curadoria de Anna Paola, a Caixa Cultural Recife recebe a mostra Ukiyoe – a magia da gravura japonesa, a partir de 18 de julho. A exposição exibe um conjunto de gravuras realizadas no Japão entre os séculos XVII e XIX, assim como livros e máscaras. As obras pertencem a duas importantes coleções de arte brasileiras: o acervo dos Museus Castro Maya e a coleção João Maurício de Araújo Pinho, ambas do Rio de Janeiro.

As gravuras ukiyoe retratam, em sua maioria, o estilo de vida dos japoneses no periodo EDO (1603 | 1668), no qual o país foi governado pelos xoguns da família Tokugawa. Nesta época, pela primeira vez, as populações urbanas tiveram oportunidade de se interessar pela cultura e pela moda. Também dedicavam-se incessantemente à busca de divertimento. Este estilo de vida foi denominado ukiyo (mundo flutuante), do qual faziam parte poesia, música, gueixas, os teatros kabuki e bunkaro e as prostitutas Oiran. Os registros em xilogravura dessa vida hedonista foram chamados de ukiyo-e (retratos de um mundo flutuante). As gravuras representam também cidades, províncias, o Monte Fuji, animais, flores, pássaros e heróis.

Mais informações sobre as exposições no site da Caixa Cultural.

---

8º Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus recebe 148 projetos

A oitava edição do Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus recebeu a inscrição de 148 projetos de 18 países. A convocatória, que esteve aberta até o dia 10 de junho passado, distribuirá US$ 75.000 em prêmio a oito projetos, divididos em duas categorias, além de reconhecer com menção honrosa aos 20 primeiros colocados na Categoria 1.

A 1ª Categoria do Prêmio, que busca reconhecer práticas de ação educativa já concluídas ou em execução em museus e em outras instituições afins, recebeu nesta edição 108 projetos; e a 2ª Categoria, que procura estimular a realização de projetos que ainda não tenham sido implementados ou que estejam em fase de planejamento, recebeu 40 projetos.

Os países que enviaram projetos e participam desta edição são Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Uruguai e Venezuela. Brasil, com 33 projetos inscritos, Argentina com 23, Colômbia com 18, e Chile e Uruguai com 13 cada um, foram os países com maior participação este ano.

O processo de avaliação das propostas é realizado em duas etapas: a primeira pelas Comissões Nacionais de cada país, e que terão a responsabilidade de habilitar e classificar os projetos nacionais; e a segunda por um Comitê Especial de Seleção, formado por especialistas em educação e museus com atuação na região, que procederão com a classificação final dos projetos. Os resultados serão publicados até o dia 31 de dezembro de 2017. Mais informações sobre o processo serão divulgadas em breve, por meio do Portal Ibermuseus.

Agenda

Patrimônio Histórico

O quê: A mostra, da artista autodidata Regina Domingues, reúne peças de tapeçaria que retratam patrimônios de São José, como o complexo da Tecelagem Parahyba, a capela Nossa Senhora de Aparecida, a Igreja Matriz, a Igreja de São Benedito e outros lugares da cidade. A entrada é gratuita.
Quando: até 5 de setembro, terça a sexta das 9h às 17h, sábados, das 9h às 12h
Onde: Museu de Arte Sacra de São José dos Campos ( Travessa Chico Luiz, 67, Centro - São José dos Campos/SP)
Informações: (12) 3921 7226

---

Concreta

O quê: Exposição coletiva de esculturas brasileiras, com obras dos artistas Humberto Ayres, Katia e Morgana Moraes.Na mostra, o escultor e artista gráfico mineiro Humberto Ayres expõe três gravuras digitais e três portais tridimensionais em concreto folheados a ouro, inspirados nas paisagens urbanas. O trabalho foi realizado com material utilizado na construção civil e transformado em esculturas tridimensionais.As irmãs brasilienses Katia e Morgana Moraes fazem uma releitura do “Muro Escultórico de Athos Bulcão”, obra que se encontra no Salão Verde da Câmara dos Deputados. A coleção “Mesa Athos” é composta de três cubos vazados trabalhados em MDF e vidro, laqueados nas cores verde-oliva, branca com azul-cobalto e em lâmina de pau-ferro.
Quando: segunda a sexta-feira, de 12 de julho a 9 de agosto de 2017
Onde: Centro Cultural Câmara dos Deputados (Espaço do Servidor, Anexo II, Câmara dos Deputados - Brasília/DF)
Informações: (61) 3215 8080

 

---

Imagens do Rio Oitocentista

O quê: A exposição celebra o 83º aniversário do Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro, criado em 11 de julho de 1934, e presenteia o seu visitante com uma viagem pelo Rio antigo. Reunindo gravuras de desenhistas, aquarelistas, pintores e fotógrafos, a mostra apresenta a cidade de outrora, permitindo a visitação de seus espaços e construções, alguns dos quais não resistiram às mudanças do tempo como, por exemplo, o prédio da Academia de Belas Artes.
Quando: 13 de julho a 29 de dezembro de 2017.
Onde: Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro (Estrada Santa Maria - Parque da Cidade, Gávea - Rio de Janeiro/RJ)
Informaçõeshttp://museudacidadedorio.com.br/

Cursos e oficinas

Conferência de Patrimônio Cultural em Risco

O quê: A Conferência congrega um conjunto de profissionais, instituições, estudantes, professores universitários e pessoas interligadas à área de preservação do patrimônio. O objetivo é abordar temas e análises da atuação das medidas de prevenção, reação, recuperação e preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro em risco. O evento abordará conceitos, princípios, gestão e boas práticas quanto à legislação de preservação e proteção ao patrimônio em risco, diagnoses, ações de conservação e restauro que podem contribuir para prevenção e recuperação de danos do Patrimônio Cultural Brasileiro em risco, através da apresentação de estudos de caso. A intenção é ampliar a cooperação entre instituições e profissionais que atuam na prevenção, proteção, conservação e restauração do Patrimônio Cultural em risco de maneira inter e transdisciplinar.
Quando: 25 a 27 de julho de 2017
Onde: Museu Histórico de Santa Catarina - Localizado no Palácio Cruz e Sousa (Praça XV de novembro - Centro - Florianópolis/SC)
Informações: bit.ly/conferenciapcr