Boletim eletrônico Nº 658 - Ano XIII - 25 de agosto a 1 de setembro de 2017.

institutobrasileirodemuseus

www.museus.gov.br

---

Kit digital para divulgação da 11ª Primavera dos Museus já está disponível

PrimaveraMuseus2017_Cartaz_A3

Um conjunto de peças gráficas para divulgação da 11ª Primavera dos Museus já está disponível na página do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

Criado para que museus e demais instituições culturais participantes possam realizar a comunicação de suas atividades, o kit digital é formado por cartaz, selos comemorativos, fundos para apresentações, capas para redes sociais, flyers e até um Twibbon – filtro temático para as fotos de perfil nas redes sociais. Acesse o kit da 11ª Primavera dos Museus.

Também está disponível um texto de referência sobre o tema desta edição: Museus e suas memórias.

O Ibram trabalha atualmente na produção do Guia da Programação, com todas as atividades inscritas, que estará acessível, a partir de setembro, no formato publicação digital e também busca online.

Entre os dias 18 e 24 de setembro, 2.537 eventos estão programados para acontecer em 417 cidades brasileiras de 25 estados e Distrito Federal.

Com 932 instituições participantes, o maior número desde a criação da temporada nacional de eventos em 2007, a Primavera dos Museus visa aumentar o público que frequenta museus, assim como fortalecer os laços das instituições com a sociedade.

Mais informações sobre a 11ª Primavera dos Museus podem ser obtidas pelo endereço eletrônico primavera@museus.gov.br. 

---

Ibram abre inscrições para curso gratuito sobre Planos Museológicos

montagem_expo_maristelasimao

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) abriu na última quarta-feira (23) as inscrições para interessados em participar de minicurso gratuito sobre Planos Museológicos, a ser oferecido nos dias 13 e 14 de setembro na sede do órgão, em Brasília (DF).

Com carga horária de 8h, o curso presencial é uma iniciativa do programa Saber Museu e vai oferecer orientações para a elaboração daquele que é considerado o principal instrumento para a gestão de museus – tornado obrigatório pela Lei 11.904/2009, que estabelece como dever de todos os museus brasileiros sua elaboração e atualização.

Serão oferecidos subsídios sobre legislação, caracterização, planejamento conceitual, diagnósticos e objetivos de um museu, além de seus programas e projetos. O conteúdo, tema de publicação lançada pelo Ibram, será ministrado pelas museólogas Luciana Palmeira e Taís Valente.

Interessados em participar do curso devem enviar e-mail até a próxima segunda-feira (28) para suporte.ead@museus.gov.br com seus dados pessoais e breve exposição de motivos que justifiquem sua participação. Terão prioridade profissionais atuantes em museus e instituições afins. Não é necessário ter formação específica. Saiba mais.

---

Ibram convoca candidatos a diretor do Museu Solar Monjardim para entrevista

SolarMonjardimMS site (3)

A convocação para as entrevistas para o cargo de Diretor do Museu Solar Monjardim/Ibram, em Vitória, foi publicada no Diário Oficial da União da última quinta-feira (24). As entrevistas acontecerão no dia 12 de setembro de 2017 na Superintendência do Iphan no Espírito Santo, em Vitória.

Os nomes dos convocados, horários da entrevista e o endereço da Representação estão disponíveis aqui.  De acordo com a Chamada Pública nº 2, de 11 de abril de 2017, a entrevista é a última fase da seleção, que contou com análise de documentação, de currículo e plano de trabalho.

Podiam concorrer ao cargo servidores públicos ou não, com formação acadêmica, conhecimento das políticas públicas do setor museológico e da área de atuação do museu, além de experiência comprovada em gestão envolvendo atividades de relacionamento com organizações de governo e entidades da sociedade em geral. O edital completo está disponível aqui.

Museu da República

Até o dia 28 de setembro, interessados em assumir o cargo de diretor do Museu da República/Palácio Rio Negro podem se inscrever na chamada pública.

A seleção pública será realizada mediante critérios técnicos e objetivos de qualificação, avaliados por Comissão de Seleção através de análise de currículo, Declaração de Interesse e Plano de Trabalho. Realizado em três etapas, o processo seletivo inclui ainda entrevista oral de caráter classificatório. Confira todas as condições no edital.

---

Museu das Bandeiras produz pesquisa sobre memória sonora local

melhorzin01-min

Memórias e sonoridades são os pilares de projeto iniciado este mês por um coletivo de jovens artistas locais em parceria com o Museu das Bandeiras (MUBAN/Ibram), em Goiás (GO), que vai resultar em instalação sonora a ser aberta pelo museu em novembro.

A partir de pesquisa documental e entrevistas com moradores da comunidade, estão sendo coletados memórias, imaginários e identidades que compõem a rica história da cidade goiana, com ênfase em suas sonoridades peculiares. Também estão sendo realizadas entrevistas com membros da equipe dos museus Ibram em Goiás – que são, além do Museu das Bandeiras, o Museu Casa da Princesa e o Museu de Arte Sacra da Boa Morte.

A ideia é, a partir da pesquisa, produzir um resgate das "Paisagens Sonoras de Goiás", abordando sons e ruídos como parte da história cultural de um povo. Dentro do Museu das Bandeiras, está programada a instalação de espaço imersivo que privilegiará a fruição dos sons. A instalação sonora fará diálogo com peças e ambientes do museu, relacionando-se com a história da antiga Casa de Câmara e Cadeia e com as histórias contadas por seu acervo.

A pesquisa segue durante os meses de agosto e setembro. “Após esse período, haverá a captação e confecção de sons, tendo em vista que alguns sons de épocas remotas da cidade de Goiás são possíveis de ser encontrados nos dias de hoje, como os sinos da igreja ou os sons emitidos pelo Rio Vermelho, que serão captados a partir das suas fontes originais”, explica Ruth Vaz, técnica em assuntos educacionais do MUBAN.

Outros sons que fizerem parte do inventário sonoro, mas que não são mais encontrados na Goiás de hoje, serão simulados pela técnica audiovisual foley. A exposição será aberta no dia 16 de novembro e segue em cartaz até as comemorações pelo aniversário do Museu das Bandeiras, no início de dezembro.

---

A memória institucional de museus Ibram em Minas na voz de seus colaboradores

museu-regional-sao-jose-del-rei

“Depois que eu entrei no museu, toda vez que estou em outra cidade, eu quero visitar um museu”, confessa Cleberson Cunha, vigilante no Museu Regional de São João del-Rei (MRSJDR/Ibram), em Minas Gerais (MG). “O que antes não era comum – fazer visita a um museu – hoje faço com mais naturalidade e vontade”.

O depoimento acima faz parte da iniciativa “Gente que faz o museu”, que coleta em vídeo impressões, histórias e vivências de novos e antigos colaboradores do MRSJDR.

A partir de perspectivas pessoais, o museu resgata importante aspecto ligado a sua memória institucional – iniciativa que se relaciona ao tema da Primavera dos Museus deste ano, “Museus e suas memórias”.

Instalado em casarão do século XIX, o prédio foi tombado pelo Governo Federal em 1946 e aberto à visitação, já como museu, em 1963.

“Foi difícil manter o prédio de pé”, conta Rui Mourão, diretor do Museu da Inconfidência/Ibram, em Ouro Preto (MG), no documentário “Símbolo de resistência” – também realizado pela equipe do MRSJDR.

Com fotos antigas e depoimentos de pesquisadores, o vídeo conta a saga do casarão na cidade até se tornar sede do museu: das tentativas de demolição ao processo que levou ao seu reconhecimento com patrimônio histórico. Assista o documentário.

Mais informações sobre atividades do MRSJDR podem ser obtidas pelo telefone (32) 3371.7663 ou endereço eletrônico mrsjdr@museus.gov.br

Pesquisa e ações educativas
O Museu Regional Casa dos Ottoni (MRCO/Ibram), na cidade do Serro, também tem muitas histórias relacionadas à área que ocupa hoje: o prédio, do final do século XVIII, já foi casa, liceu, patronato agrícola e até maternidade antes da criação do museu em 1949.

“Trabalhamos hoje para que a instituição seja polo de discussão constante sobre o passado, presente e futuro. Nesse sentido, desenvolvemos ações para preservar a memória institucional e cumprir com a missão do museu”, aponta Carlos Xavier, diretor do MRCO.

Uma das frentes é a pesquisa e aquisição de acervo bibliográfico sobre o museu e a família Ottoni – cujos membros foram personagens da política brasileira no século XIX.

Após visitas a diversas instituições, conta o diretor, "foi possível reunir informações que, se não detalham claramente todo o passado do MRCO e do seu prédio, ajudam a elucidar pontos interessantes sobre sua história”.

Além das ações museológicas em torno da organização e preservação do acervo, o Museu Regional Casa dos Ottoni busca em suas ações educativas relacionar história e memória.

Para a 11ª Primavera dos Museus, por exemplo, o museu programou a exposição “Minas em Postais”, sobre cidades históricas mineiras, e a oficina “Memórias do nosso lugar”, que se propõe a valorizar a história da cidade a partir da história oral.

Mais informações sobre as atividades do museu pelo telefone (38) 3541.1440 ou endereço eletrônico mrco@museus.gov.br. Assista episódio sobre o MRCO na série Conhecendo Museus.

 

Agenda

No subúrbio da modernidade - Di Cavalcanti 120 anos

O quê: Aberta em setembro de 2017, quando se comemoram os 120 anos do nascimento do artista, a mostra traz mais de 200 obras (entre pinturas, desenhos e ilustrações) realizadas ao longo de quase seis décadas de carreira e que hoje pertencem a algumas das mais importantes coleções públicas e particulares do Brasil e de outros países da América Latina, como Uruguai e Argentina.
Quando: De 02/09/2017 a 22/01/2018. Quarta a segunda, das 10h às 17h30. Ingressos: R$ 6 (inteira). Crianças com menos de 10 anos e adultos com mais de 60 não pagam. Aos sábados, a entrada é gratuita para todos os visitantes.
Onde: Pinacoteca de São Paulo (Praça da Luz, 02 | São Paulo - SP)
Informações: pinacoteca.org.br | (11) 3324 1000

---

O fotógrafo Chico Albuquerque, 100 anos

O quê: A exposição exibe cerca de 400 fotografias, além de objetos, livros, recortes, filmes (“It’s All True“, “Cangaceiros“) em torno do fotógrafo cearense nascido há 100 anos e considerado um dos maiores nomes da fotografia brasileira, com rica trajetória de mais de 65 anos que inclui pioneirismo na fotografia publicitária e colaboração cinematográfica com Orson Welles.
Quando: Até 31/08. Terça a sexta, das 9h às 19h; sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h. Entrada gratuita.
Onde: Museu de Arte Contemporânea do Ceará - MAC-CE (Rua Dragão do Mar 81 - Praia de Iracema | Fortaleza - CE)
Informações: (85) 3488 8621 | mac@dragaodomar.org.br

---

Hospedaria 130

O quê: Para homenagear os 130 anos de história do local, a exposição exibe jornais, relatórios, correspondências, livros de achados e perdidos, cadernos de ocorrências da enfermaria, plantas e fotografias que permitem reconstituir como foi construído o espaço que recebia imigrantes, como eles dormiam, quantas pessoas passaram de fato por lá, onde eram feitos os registros de quem nascia na Hospedaria, onde eram enterrados os mortos e outros detalhes.
Quando: Abertura 26/08, às 11h. Terça a sábado, das 9h às 17h; domingos, das 10h às 17h, Ingresso: R$ 10 (inteira). Grátis aos sábados.
Onde: Museu da Imigração (Rua Visconde de Parnaíba, 1316 - Mooca | São Paulo - SP)
Informações: (11) 2692 1866 | museudaimigracao@museudaimigracao.org.br

 

Cursos e oficinas

Curso de Inventário Participativo

O quê: Organizado pelo Projeto Redes de Memória e Resistência, o curso vai apresentar metodologias utilizadas por grupos da sociedade civil para a identificação, registro, pesquisa e produção cultural a partir das referências culturais presentes em determinado território. Ministrado por João Paulo Vieira, historiador, mestre em Preservação do Patrimônio Cultural e coordenador da Rede Cearense de Museus Comunitários.
Quando: Dias 29 e 31/08, das 9h30 às 16h30.
Onde: Museu Vivo do São Bento (Rua Benjamin da Rocha Júnior, s/n - São Bento | Rio de Janeiro - RJ)
Informações: redemuseologiasocialdorj.blogspot.com.br