Boletim eletrônico Nº 674 - Ano XIII - 15 a 22 de dezembro de 2017.

institutobrasileirodemuseus

www.museus.gov.br

---

Ibram oficializa criação da Política Nacional de Educação Museal

7

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) tornou oficial na última quarta-feira (13) a criação da Política Nacional de Educação Museal (PNEM). A mais nova política pública voltada ao setor Museal brasileiro foi oficializada através da publicação da Portaria Nº 422, de 30 de novembro de 2017.

Destinado ao campo museal brasileiro como um todo, o texto legal estabelece um conjunto de princípios e diretrizes que tem o objetivo de nortear a realização das práticas educacionais em instituições museológicas, fortalecer a dimensão educativa em todos os setores do museu e subsidiar a atuação dos educadores. Define também compromissos do Ibram para sua implementação.

A portaria é fundamentada em princípios e diretrizes orientadores que foram definidos de forma participativa após amplo processo que incluiu consulta pública através de plataforma online, a realização de 23 encontros presenciais regionais e a aprovação da Carta de Petrópolis (2012) e Carta de Belém (2014) nas respectivas edições do Fórum Nacional de Museus. O documento final foi aprovado na sétima edição do fórum, realizada este ano em Porto Alegre (RS).

O trabalho contou com a participação de servidores do Ibram, educadores e outros profissionais do setor museológico, Redes de Educadores em Museus, professores, estudantes e usuários de museus interessados na organização, desenvolvimento e fortalecimento da educação museal em território brasileiro.

"O maior valor da Política Nacional de Educação Museal é o caráter participativo de sua constituição”, considera a diretora do Departamento de Processos Museais, responsável pela PNEM, Renata Bittencourt. “O documento traz diretrizes para o campo museual geradas a partir de uma multiplicidade de vozes. Profissionais de museus de diferentes perfis contribuíram para o desenho destes parâmetros, que acreditamos, têm grande potencial para impulsionar a área museológica”, avalia.

---

Chamada pública para diretor do Museu Lasar Segall se encerra amanhã (16)

LasarSegall_interna

Termina nesse sábado (16) o prazo para que interessados ao cargo de diretor do Museu Lasar Segall se inscrevam na chamada pública. O edital está disponível aqui.

A chamada foi aberta em 16 de outubro e podem concorrer ao cargo servidores públicos ou não, com formação acadêmica, conhecimento das políticas públicas do setor museológico e da área de atuação do museu, além de experiência comprovada em gestão envolvendo atividades de relacionamento com organizações de governo e entidades da sociedade em geral.

O Museu Lasar Segall é a única instituição vinculada ao Ibram no Estado de São Paulo. Sediado na residência e ateliê que pertenceu a Segall, o museu expõe obras do artista plástico e atua também como centro de atividades culturais, com visitas monitoradas, cursos nas áreas de literatura, gravura e fotografia, exposições e projeção de filmes. Abriga, ainda, uma ampla biblioteca especializada na arte dos espetáculos e fotografia.

A seleção pública será realizada mediante critérios técnicos e objetivos de qualificação, avaliados por Comissão de Seleção através de análise de currículo, Declaração de Interesse e Plano de Trabalho. Realizado em três etapas, o processo seletivo inclui ainda entrevista oral de caráter classificatório. Mais informações sobre o certame aqui.

 

---

Comitê de Gestão do Ibram se reúne em Brasília

comite de gestao

O Comitê de Gestão do Ibram, composto pelos diretores dos departamentos e dos museus vinculados, se reuniu, em Brasília, nos dias 12 e 13 de dezembro para um balanço do ano e planejamento para 2018.

A abertura do evento foi feita pelo presidente do Ibram, Marcelo Araujo, que, tratou de temas que têm gerado discussões dentro do Instituto, como a cessão de servidores e a discussão de novos modelos de gestão para os museus. Araújo explicou que, em virtude do quadro reduzido de pessoal e das expectativas de aposentadorias, no momento as cessões para outros órgãos está suspensa. Além disso, afirmou que é importante que se discuta outros modelos de gestão para os museus e por isso o Ibram criou um grupo de trabalho interno. Este assunto também foi discutido no segundo dia do evento em uma palestra do Ministério do Planejamento., disponível aqui.

Ainda no primeiro dia, foi apresentado o Mapa Estratégico do Ibram, que está em fase de finalização. Os diretores dos museus tiveram oportunidade de se manifestarem e apresentarem propostas ao mapa. A expectativa é que ele seja implantado já no começo de 2018.

Os departamentos do Ibram também fizeram um balanço das ações realizadas em 2017 e expectativas para 2018. A proposta é que haja ainda mais integração e cooperação entre as unidades no próximo ano.

 

---

MART completa 35 anos de abertura nesta sexta

O Museu de Arte Religiosa e Tradicional (MART), situado em Cabo Frio (RJ) e vinculado à rede Ibram, comemora 35 anos de abertura ao público nesta sexta-feira (15).

O museu ocupa o antigo Convento Nossa Senhora dos Anjos, edificação considerada um valioso exemplar da arquitetura franciscana e colonial brasileira, e abriu as portas ao público em 15 de dezembro de 1982 com acervo constituído, em sua maior parte, por imagens religiosas dos séculos XVII, XVIII e XIX – várias delas entregues ao museu por moradores da região.

Em 2017, a antiga edificação religiosa completou 331 anos e o MART lançou o livro “Cabo Frio – 400 Anos de História (1615-2015)”, disponível para download gratuito, que reúne textos de historiadores locais sobre a Baixada Litorânea Fluminense, o Convento Nossa Senhora dos Anjos e o museu.

Confira episódio da série Conhecendo Museus sobre o Museu de Arte Religiosa e Tradicional.

---

Livro na área de Ciências Sociais será lançado no Museu Regional de São João del-Rei

museu-regional-sao-jose-del-rei

No dia 18 (segunda), às 19h, o Museu Regional de São João del-Rei (MRSJDR/Ibram - foto), em Minas Gerais (MG), abre as portas para o lançamento do livro “Uma análise crítica dos discursos sobre o sincretismo em mídia impressa: um diálogo com as ciências sociais”, de Cláudio Márcio do Carmo.

Professor Associado da Universidade Federal de São João del-Rei, atua na graduação e no Programa de Mestrado em Letras.

Com interesse em práticas discursivas na mídia, especialmente as orientadas a minorias, grupos vulneráveis, questão racial e questão religiosa, o foco atual das pesquisas, sob perspectivas de base linguística sistêmico-funcional, centra-se, sobretudo, na produção, distribuição e consumo do discurso de ódio na mídia e, por outro lado, no ensino de português para estrangeiros.

Cláudio Carmo é pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e atualmente faz estágio Pós-Doutoral na área de Linguística Aplicada na University of Georgia (EUA).

A entrada para o evento é franca. O MRSJDR fica na Rua Marechal Deodoro, 12 – Centro de São João del-Rei. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (32) 3371.7663.

 

 

---

Servidora do Ibram recebe Prêmio APCA por livro sobre memória infantil afro

0a154a_29485687568d4435bc58e7c3f9ea921b_mv2

A museóloga Luciana Palmeira, servidora do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) em Brasília (DF), foi uma das agraciadas com a edição deste ano do prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), que escolheu na última segunda-feira (11) os melhores de 2017 nas categorias Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Dança, Literatura, Música Erudita, Música Popular, Rádio, Teatro, Teatro Infantil e Televisão.

A servidora do Ibram foi reconhecida na categoria Literatura, como autora da melhor obra infantil/juvenil do ano, pelo livro “Calu: Uma Menina Cheia de Histórias” (Editora Malê, 2017), escrito em parceria com Cássia Valle e ilustrado por Maria Chantal.

Primeiro livro escrito pela museóloga, que é titular da Coordenação de Acervo Museológico do Ibram, a obra premiada aborda de forma lúdica, criativa e transformadora as memórias de uma menina da ilha da Boca do Rio, em Salvador (BA), que foi habilitada por seus avós – griots, detentores do passado e da ancestralidade nas culturas de origem africana – para ser uma nova narradora e propagadora das histórias, personagens, costumes e modos de agir de matriz africana, parte constitutiva da diversidade cultural do lugar.

“Estamos imensamente felizes com a premiação. Esse livro narra o meu, o nosso cotidiano, trata de memória, cor, etnia, gênero, saberes. Representa Lucianas, Cássias, Marias, Lázaros… Representatividade cura!”, comemorou a museóloga e escritora Luciana Palmeira. A cerimônia de entrega do Prêmio APCA 2017 acontecerá em data a ser definida. “Calu: Uma Menina Cheia de Histórias” pode ser adquirido na loja virtual da Editora Malê.

Agendas

Um Domingo na Casa de Rui Barbosa – Contos Natalinos

O que: Atividade com grupo teatral que encenará a preparação da Casa para os festejos natalinos. Atores interpretarão os filhos do jurista, que prepararão essa surpresa com a ajuda do público. Baby e João mostrarão cada cômodo da casa histórica e falarão sobre a vida do ilustre morador. Baby e João mostrarão cada cômodo e falarão sobre a vida e obra do ilustre morador.
Quando: 17 de dezembro, 1ª sessão às 15h30 e a 2ª sessão às 16h30. Serão distribuídas 30 senhas para cada sessão. 1ª sessão - 15h30
Onde: Casa de Rui Barbosa ( R. São Clemente, 134 - Botafogo, Rio de Janeiro)
Informações: (21) 3289-4600

 

---

2ª Mostra Bienal Caixa de Novos Artistas

O quê: A exposição reúne 37 obras de 30 novos talentos das artes visuais vindas de 11 estados e do Distrito Federal. Os trabalhos giram em torno de temas que destacam as relações urbanas no momento atual, tais como: gênero, raça, consumo, política, ética, meio ambiente e afirmação de direitos humanos e civis. A curadoria selecionou desenhos, esculturas, fotografias, gravuras, intervenções, pinturas e vídeos que apresentam qualidades artísticas resultantes da experimentação e da força poética visual.
Quando: até 22 de dezembro, de terça a domingo, das 9h às 21h. Entrada franca.
Onde: Teatro da Caixa Cultural Brasília (Setor Bancário Sul, Quadra 4 Lotes 3/4 – Brasília).
Informações: (61) 3206-9448.

---

Vestidos em Arte - Nus nos Acervos Públicos de Curitiba

O quê: A exposição analisa e contextualiza a partir de um projeto de pesquisa da iniciação científica do Departamento de Artes da UFPR, iniciado em 2013 - as imagens artísticas dos corpos nus, especificamente nos acervos públicos, produzidas durante o século XX até a atualidade, sob o conceito que visa cruzar as áreas da História da Arte e os Estudos de Gênero. Os nus recebem inscrições discursivas de gênero, raça e classe, uma vez que o corpo é um lugar simbólico entre o indivíduo e a sociedade bem entre desejos individuais e ânsias coletivas.
Quando: até 25 de março de 2018, de terça a domingo, das 10h às 18h. Venda de ingressos até às 17h30.
Onde: Museu Oscar Niemeyer, sala 4 (Rua Marechal Hermes, 999 - Centro Cívico. Curitiba/PR).
Informações: (41) 3350.4400

---

Belo horizonte – 120 anos: primeiros registros

O que: O Museu Mineiro lançará a mostra “Belo Horizonte – 120 anos: Primeiros Registros”, com mais de cem obras, apresentando ao público um panorama da trajetória inicial da cidade por meio de quadros, fotografias, documentos, plantas cadastrais e objetos, com destaque para uma tela retratando o engenheiro construtor Aarão Reis (1853-1936) com o projeto original de BH nas mãos, e uma bonequinha de biscuit que pertenceu à menina Alice, uma das que participaram do primeiro sorteio de lotes da nova capital. Na oportunidade, o Museu a Sala das Sessões completamente restaurada com uma nova proposta expográfica de longa duração para sua coleção.
Quando: a partir de 19 de dezembro de 2017, às 10h. Terça, quarta e sexta, das 10h às 19h; quinta, das 12h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 12h às 19h. Entrada franca.
Onde: Museu mineiro (Avenida João Pinheiro, 342 – Belo Horizonte/MG).
Informações: (31) 3269-1103

---

Corpografia: Expressão, Arte e Sentido

O que: Alunos da Universidade Federal de Pernambuco abordam, por meio de fotografias, temas como relação corpo-natureza e corpo poetizado, além do corpo inserido no espaço urbano e as corporalidades como instrumento de denúncia das fobias sociais. A orientação é da professora e pesquisadora Fernanda Capibaribe.
Quando: 15 de dezembro de 2017 a 07 de janeiro de 2018. Terça a domingo, das 9h às 17h. Entrada franca.
Onde: Museu da Cidade do Recife - Forte das Cinco Pontas (Praça das Cinco Pontas, s/n, São José - Recife).
Informações: (81) 3355-9558.

Cursos e Oficinas

Conversa de Galeria - Uma e Três Conversas

O que: Como podemos descrever uma cena? Palavras, fotografias? Nesta atividade o público será convidado a conversar sobre as possibilidades de construção de sentidos das obras aproximando diferentes linguagens.
Quando: 17 de dezembro, 14h.
Onde: MAR – Museu de Arte do Rio (Praça Mauá, 5 - Pavilhão de Exposições | 1º andar, Rio de Janeiro)
Informações: (21) 3031 2741

---

Composição em Nós

O que: No encontro do desconhecido - em nós e no outro - quais relações em comum podemos acionar no lugar que compartilhamos? O que podemos fazer juntos que ainda não sabemos fazer sozinhos? A oficina tem como proposta “experienciar” um jogo de composição coletiva, trabalhando com as possibilidades e as incertezas que podem surgir em processos de criação colaborativa. A proposição dialoga com uma vivência processual onde os participantes brincam com os desdobramentos de formas instaladas no espaço.
Quando: Dia 16 de dezembro, às 16h. Entrada franca.
Onde: Museu de Arte Contemporânea do Ceará (Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Rua Dragão do Mar 81, Praia de Iracema. Fortaleza/Ceará).
Informaçôes: (85) 3488 8600