Boletim eletrônico Nº 679 - Ano XIV - 23 de fevereiro a 2 de março de 2018.

institutobrasileirodemuseus

www.museus.gov.br

---

Ibram abre consulta pública sobre Declaração de Interesse Público

28276665_1935978883096512_7051706628809493317_n

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) abriu na última terça-feira (20) consulta pública sobre a normatização da Declaração de Interesse Público, que será objeto de resolução estabelecendo normas complementares ao Decreto nº 8.124/2013, que regulamentou o dispositivo legal.

O objetivo da Resolução Normativa é possibilitar a realização, com segurança jurídica, de ações oficiais dos órgãos públicos competentes voltadas ao apoio aos museus públicos e privados e aos proprietários ou responsáveis legais de bens culturais passíveis de musealização, considerados individualmente ou em conjunto, visando à preservação e à difusão do patrimônio cultural de destacada importância para o país.

O Ibram já elaborou minuta de Resolução Normativa que define cinco fases, com passos detalhados, para a efetivação de uma Declaração de Interesse Público: solicitação; trâmites do processo pela Presidência do Ibram; constituição e composição da Comissão de Avaliação Técnica; análise da Comissão de Avaliação Técnica; e homologação.

Mantendo a abordagem participativa que caracterizou todo o processo de criação e regulamentação da Declaração de Interesse Público, o Ibram deseja ouvir a sociedade brasileira também sobre a normatização deste novo instrumento legal oferecido ao setor cultural, recebendo subsídios para o aprimoramento da Resolução Normativa de modo que ela represente o melhor possível o interesse público relacionado a este tema.

Interessados em propor alterações ao texto podem enviar suas contribuições durante um período de 120 dias através do endereço eletrônico consultapublica@museus.gov.br, utilizando formulário disponibilizado no site do Ibram. Saiba mais.

---

Museu do Diamante abre seleção pública para uso de espaços para fins culturais

Museu do Diamante

O Museu do Diamante/Ibram, em Diamantina (MG), lançou ontem (22), Edital de Seleção Pública visando credenciamento para permissão de uso dos espaços do museu para a realização de atividades culturais.

Os projetos, alinhados com a missão da instituição estabelecida no Plano Museológico, poderão ser de diversas áreas de conhecimento: artes cênicas, integradas,visuais, audiovisual, música, patrimônio cultural, cultura popular, gastronomia, multimídia, entre outros.

O edital contempla a sala de exposições temporárias (sala Multiuso), Deck e pátio interno do Museu do Diamante (foto) para a realização de atividades.

Todas as despesas decorrentes da realização dos projetos e ações selecionadas deverão ser custeadas pelos participantes. Poderão se habilitar pessoas físicas e jurídicas residentes e/ou domiciliadas no Brasil.

As inscrições acontecem de 23 de fevereiro a 30 de março de 2018 e podem ser feitas pessoalmente ou por via postal. Não serão aceitas inscrições via e-mail.

As propostas serão julgadas por comissão de seleção formada por servidores do Museu do Diamante. O resultado será divulgado na página web do museu no dia 11 de abril.

Para informações completas sobre a seleção pública, acesse a íntegra do edital e seus anexos.

 

---

Parcerias impulsionam conservação e divulgação de acervos Ibram

IMG_20180222_095851471

O Museu das Missões (Ibram/MinC), em São Miguel das Missões (RS) realiza, até 2 de março, uma série de atividades de Conservação e Restauro em parceria com profissionais do Laboratório de Ciência da Conservação da UFMG, Curso de Conservação e Restauro da UFPel, Museu Histórico Nacional e Coordenação de Preservação e Segurança do Ibram.

A equipe está realizando exames nas peças para auxiliar o Museu na definição das diretrizes e procedimentos das atividades de Conservação e Restauro a serem desenvolvidas para a preservação do acervo museológico.

O Museu das Missões tem a maior coleção pública de imagens missioneiras em madeira policromada dos séculos XVII e XVII do Mercosul. E a ação conjunta contribui com a preservação do legado missioneiro.

Ao todo, 13 peças serão analisadas de com equipamentos da mais alta tecnologia, sendo possível obter resultados precisos da real situação das obras. As atividades desenvolvidas também compreendem a execução de palestras e oficinas com o objetivo de capacitar e treinar a equipe local do Museu das Missões, envolvendo técnicos, estagiários, auxiliares e vigilantes.

Solar Monjardim

Uma parceria com o Núcleo de Conservação e Restauração da Universidade Federal do Espírito Santo, também foi fundamental para a conservação de parte do acervo do Museu Solar Monjardim (Ibram/MinC), em Vitória (ES).

O projeto "Conservação dos desenhos de André Carloni pertencentes ao acervo do Instituto Brasileiro de Museus - Ibram", possibilitou a conservação, digitalização e acondicionamento apropriado dos desenhos do arquiteto ítalo-capixaba. O material, produzido entre as décadas de 1940 e 1960, retrata principalmente as fachadas e plantas arquitetônicas das igrejas tombadas no estado do Espírito Santo, além de paisagens urbanas da capital, Vitória, no final do século XIX e início do século XX.

André Carloni nasceu em Bolonha, Itália, no final do século XIX, e foi um arquiteto autodidata importante para o desenvolvimento urbanístico do estado do Espírito Santo e também para a preservação de seu patrimônio arquitetônico, tendo atuado na construção, tombamento, restauração e adaptação de diversos edifícios históricos.

Com o projeto, parte de sua obra está disponível para pesquisa em mídia digital, na Biblioteca Central da Universidade Federal do Espírito Santo, na Biblioteca Setorial do Centro de Artes/UFES, no Instituto Brasileiro de Museus - Ibram no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN e no Arquivo Público do Estado do Espírito Santo.

---

Museus Ibram e Igreja Positivista fecham parceria para restauro de acervo

19554122_883426915144379_459694274819204834_n

O Museu da República e o Museu Casa de Benjamim Constant, vinculados ao Ibram, oficializaram nesta quarta-feira (21), com assinatura de Termo de Cooperação Técnica, parceria para oferecer tratamento técnico ao acervo museológico, arquivístico e bibliográfico da Igreja Positivista do Brasil (IPB).

Instituição formada por uma fração da elite intelectual do fim do século XIX, a Igreja Positivista tem sua sede no Rio de Janeiro (RJ) e atuou na então capital do Império e da República promovendo debates públicos e influenciando sobre as mais diversas questões da vida social brasileira. Um dos positivistas brasileiros mais conhecidos foi Benjamin Constant (1836-1891), considerado fundador de nossa república.

Sediada no Templo da Humanidade, um dos poucos prédios no Brasil tombados nas três esferas de preservação do patrimônio (federal, estadual municipal), A IPB vem lutando para preservar seu rico acervo desde 2009, quando parte do telhado do prédio ruiu. A parceria com os museus Ibram prevê a remoção, higienização e catalogação das coleções, em boa parte inédita. Todo o acervo tridimensional e arquivístico da IPB será encaminhado ao Museu da República para tratamento em sua reserva técnica.

“Além ser um trabalho técnico de limpeza e catalogação, a parceria visa também produzir novo conhecimento sobre a história da república no Brasil”, afirma o historiador Marcos de Brum Lopes, do Museu Casa de Benjamim Constant, que é um dos coordenadores da ação. “Já estamos encontrando documentos que dialogam e preenchem lacunas da coleção do museu”, explica. Leia a matéria completa.

---

Projeto pesquisa legado teórico da museóloga Waldisa Rússio

waldisa

 Museóloga e professora paulista, Waldisa Rússio Camargo Guarnieri (1935-1990) é reconhecida como uma das personalidades mais influentes no desenvolvimento do pensamento teórico da Museologia e de sua consolidação como campo disciplinar no Brasil.

Fundadora dos principais órgãos reguladores e de apoio a esta categoria profissional, além de pioneira na prática e pesquisa neste campo, é agora foco de projeto que pretende sistematizar sua produção e seu impacto nos contextos regional, nacional e internacional.

Desenvolvido pelo Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (IEB-USP), “O legado teórico de Waldisa Rússio Camargo Guarnieri: análise e reconhecimento dos seus estudos baseados em experiências empíricas de museus brasileiros para a teoria museológica internacional” propõe a investigação, análise, sistematização e desenvolvimento de estratégias de reconhecimento da contribuição teórica e empírica da museóloga.

A ideia é que o projeto resulte num banco de dados online com os documentos produzidos pela autora, além de uma publicação bilíngue sobre sua contribuição e a criação de um grupo de pesquisa.

Com este objetivo, o projeto busca interessados em colaborar com a análise ou descrição de documentos do Fundo Waldisa Rússio do IEB-USP, além de relatos sobre relação pessoal ou profissional com a autora. Também estão sendo recebidos, a título de doação ou empréstimo, documentos como correspondências, textos, fotografias, análises de trabalhos, manuscritos de autoria de Waldisa Rússio ou relacionados a ela.

Interessados em colaborar podem entrar em contato com a equipe responsável conosco através do e-mail: projetowaldisa@gmail.com.



Agenda

Galeria a Céu Aberto

O quê: Exposição virtual da ACAM Portinari, com trabalhos que fizeram parte da edição 2017 da Pintura Mural. Dezenas de artistas locais, regionais, e de outras partes do país e do exterior usam os muros de Brodowski como suporte para suas produções em diferentes técnicas e temas. Os trabalhos foram produzidos na Praça dos Maçons, no Recanto Rebechi e na Secretaria de Turismo. O conteúdo, além das imagens, reúne informações sobre Portinari e depoimentos de artistas que participaram do projeto.
Onde: www.museucasadeportinari.org.br

---

Diálogos: O popular no calendário cultural de Itu

O quê: Encontro mensal em que se discute o calendário cultural de Itu. A preocupação central é perceber o aspecto popular na construção do calendário cultural da cidade, ao longo dos séculos e o que restou diante da cultura globalizada. A discussão será conduzida pelos Profs. Marco Ribeiro e Natan Coleta, pesquisadores do Museu da Música – Itu.
Quando: 25 de fevereiro, às 10h30
Onde: Museu da Música de Itu (Rua Floriano Peixoto, 480 - Itu/SP)
Informações: http://www.museudamusicaitu.com.br/

---

3D: Imprimindo o Futuro

O quê: A exposição possui mais de 100 peças tridimensionais que revelam como a nova tecnologia inspira o futuro do design e de diversos outros setores.
Quando: De terça a sábado e feriados
Onde: Museu de Astronomia e Ciências Afins - MAST (Rua General Bruce, 586,ão Cristóvão - Rio de Janeiro)
Informações: http://www.mast.br/index.php/pt-br/

---

Escultores Contemporâneos Brasileiros

O quê: A mostra apresenta obras de Amílcar de Castro, Cildo Meireles, Emanoel Araujo, Flávio de Carvalho, Frans Krajcberg, Franz Weissmann, Iole de Freitas, José Resende, Lígia Pape, Lygia Clark, Mario Cravo Júnior, Raul Mourão, Sérgio Camargo, Sérvulo Esmeraldo, Tunga, Waltércio Caldas e Rubem Valentim, convidando o público a uam reflexão sobre seus desdobramentos e significados para o século XXI no Brasil.
Quando: De 31/01 a 04/03. Terça a domingo, das 13h às 18h.
Onde: Museu de Arte Moderna da Bahia (Av. Contorno, s/n - Solar do Unhão | Salvador - BA)
Informações: (71) 3117 6139 | bahiamam.org

 

Cursos e oficinas

Arte política com Magnólia Costa

O quê: Durante o curso, manifestações políticas da arte serão analisadas a partir de proposições contemporâneas individuais e coletivas. As proposições são estudadas em profundidade, sendo cada aula dedicada exclusivamente à investigação de cada uma e à sua relação com o cenário sociopolítico em que está inserida.
Quando: De 13 a 27/3 (terças-feiras), das 10h30 às 12h. Investimento: 6 parcelas de R$ 230.
Onde: Museu de Arte Moderna de São Paulo (Parque do Ibirapuera, Portão 3 | São Paulo - SP)
Informações: (11) 5085 1314 | cursos@mam.org.br