Boletim eletrônico Nº 683 - Ano XIV - 23 a 29 de março de 2018.

institutobrasileirodemuseus

www.museus.gov.br

---

Revista MUSAS divulga resultado final de seleção de artigos

21314649_298223680651122_5459716836454275830_n

A Revista Brasileira de Museus e Museologia (MUSAS) divulgou o resultado final de chamada pública para artigos destinados a compor sua oitava edição, que será publicada ainda este ano.

Foram selecionados três trabalhos que irão integrar, neste número, a seção Artigos do periódico de caráter interdisciplinar, que é editado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Os textos foram escolhidos após avaliação pelo corpo de pareceristas da revista. Confira a lista de selecionados.

A seção Artigos da Revista MUSAS é aberta à publicação de trabalhos que versem sobre Museologia, Antropologia, Arqueologia, Arquitetura, Arte, Ciência, Educação, Expografia, História, Restauração, Sociologia e demais assuntos que envolvem os museus.

Neste número, MUSAS terá como tema central os 200 anos do museu mais antigo do Brasil em atividade – o Museu Nacional, no Rio de Janeiro (RJ). Aproveitando a ocasião, a revista vai propor uma reflexão sobre dois séculos de experiência museal em território brasileiro, lançando um amplo olhar avaliativo sobre as principais questões, experimentações e conquistas acumuladas nesta trajetória.

A equipe editorial da publicação informa que entrará em contato com os autores selecionados. Confira as edições anteriores da MUSAS.

---

Formulário de Visitação Anual 2017 continua disponível para preenchimento. Participe!

2017Card00 (3) Participe

O Formulário de Visitação Anual (FVA) continua disponível para que os museus de todo o país enviem seus dados de visitação em 2017. Para preencher o FVA 2017, basta acessar a página do museu disponível na plataforma Museusbr.

Criado pelo o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), o FVA é aplicado desde 2015 para que a coleta de informações sobre a visitação anual nos museus brasileiros seja feita de maneira padronizada e organizada, conforme determinado na Lei nº 11.904/2009 e no Decreto nº 8.124/2013.

Tais informações são essenciais para o monitoramento de diretrizes, estratégias, ações e metas estabelecidas em políticas públicas, como o Plano Nacional de Cultura, o Estatuto dos Museus e o Plano Nacional Setorial de Museus e para o desenvolvimento do setor.

Participe de FVA 2017 enviando os dados do seu museu. O preenchimento pode ser feito até o dia 30 de abril. Saiba mais sobre o Formulário de Visitação Anual.

---

Ibram abre chamada de parcerias para divulgação da 16ª Semana de Museus

16SemanaMuseus_Cartaz

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) abriu chamada pública para a realização de parcerias, sem repasse de recursos financeiros, com foco na divulgação da 16ª Semana de Museus – que acontece entre 14 e 20 de maio em todo o Brasil.

Podem participar da chamada empresas (pessoas jurídicas de direito privado) interessadas em apresentar produtos e serviços que ampliem a visibilidade do evento junto a seus públicos.

O Recebimento de propostas acontece até o dia 30 de março por meio do envio de Ficha para Credenciamento e minuta de Plano de Trabalho, ambos preenchidos e assinados pelo representante da empresa, para o e-mail semana@museus.gov.br. A divulgação do resultado será no dia 13 de abril.

A contrapartida do Ibram será a inclusão das logomarcas das empresas apoiadoras em todo material digital de divulgação produzido para a temporada nacional de eventos, destinado aos museus brasileiros e instituições participantes, assim como no guia digital da programação – voltado para o público. Acesse a íntegra do edital e seus anexos.

Atualmente, o Ibram tem mapeados cerca de 3,8 mil museus no Brasil. Em 2018, mais de 1,1 mil instituições participaram da Semana de Museus. Confira as estatísticas de participação de todas as edições.

Parcerias locais
O Ibram também lançou este ano uma versão atualizada de publicação com dicas para museus realizarem parcerias com empresas sem repasse de recursos financeiros.

Para o Ibram, “os objetivos dessas parcerias são ampliar a divulgação dos museus brasileiros, incentivando a visitação e democratizando o acesso, e promover uma maior aproximação com a comunidade e seu entorno”. A publicação está disponível para download.

 

---

Mais três acervos brasileiros recebem registro no Programa Memória do Mundo

ArquivoNacional_MoW2018_Divulgacao

Ontem (22) aconteceu, no Rio de Janeiro (RJ), a cerimônia de entrega dos certificados de inscrição de três acervos documentais brasileiros no Registro Internacional do Programa Memória do Mundo da Unesco de 2017 (foto).

O acervo Antonio Carlos Gomes: compositor de dois mundos é custodiado por oito instituições, entre elas o Museu Histórico Nacional e o Museu Imperial – ambos integrantes da rede de museus Ibram no Rio.

Já o Arquivo Pessoal de Nise da Silveira é custodiado pela Sociedade de Amigos do Museu do Inconsciente e a Coleção Educador Paulo Freire pela sua viúva e o Instituto Paulo Freire.

Criado em 1992, o Programa Memória do Mundo da Unesco reconhece como patrimônio da humanidade documentos, arquivos e bibliotecas de grande valor internacional, regional e nacional, inscrevendo-os nos registros e conferindo-lhes certificados que os identificam. Conheça o programa e os acervos nacionais já reconhecidos.

Prêmio Jikji
Estão abertas, até 30 de março, as inscrições para o Prêmio Jikji – que apoia projetos de preservação e acesso ao patrimônio documental. A cada dois anos, a República da Coreia oferece 30 mil dólares a países, comissões nacionais e organizações não-governamentais que mantém relações oficiais com a Unesco.

Cada projeto deve enfocar o impacto da contribuição do candidato à preservação e à oferta de acesso do patrimônio documental, por meio das atividades desenvolvidas ou gerenciadas, inovações, liderança, publicações, etc; e quaisquer dificuldades incomuns que o candidato tenha tido que superar em suas atividades para preservar e dar acesso ao patrimônio documental. Saiba mais.

---

Exposição no Museu da Inconfidência resgata história dos chafarizes da cidade

Chafariz_Inconfidencia

Ao completar 80 anos de tombamento federal em 2018, a cidade de Ouro Preto (MG) ganha uma exposição que marca o início das comemorações da data, ao mesmo tempo em que valoriza o acesso da população à água ao longo dos séculos.

Água e Ouro Preto: patrimônios de todos nós é a exposição que abre hoje (23) no Museu da Inconfidência/Ibram, a partir das 19h, dando início às atividades de lançamento do Ano do Patrimônio Cultural de Ouro Preto. A entrada é franca.

A proposta é gerar uma reflexão sobre o pertencimento e reconhecimento da relevância da memória histórica para a formação da cultura nacional. Margareth Monteiro, Zaqueu Astoni Moreira e Mateus Júnio Pires Guimarães são os curadores da exposição.

Linha do tempo
A mostra registra a entrega das obras de restauração para uso do Chafariz de São José – construído no século XVIII e um dos símbolos da expressividade artística brasileira do período colonial.

São apresentados objetos do acervo do Museu da Inconfidência e do Arquivo Público Municipal, além de documentos sobre as arrematações dos chafarizes da cidade, cuja responsabilidade se remetia às câmaras municipais.

A partir da Carta Régia de 1603, primeira menção que se conhece sobre os recursos hídricos no Brasil Colônia, enfatiza-se a importância da água em todo o ciclo do ouro em um linha do tempo.

A exposição é realizada por meio de uma parceria entre o Museu da Inconfidência e da Prefeitura de Ouro Preto, através da Secretaria de Cultura e Patrimônio, com apoio da Câmara Municipal de Ouro Preto e da Converso Comunicação, e conta com patrocínio da Gerdau e da Valenet.

A exposição Água e Ouro Preto: patrimônios de todos nós fica em cartaz até 29 de abril na Sala Manoel da Costa Athaide (anexo I do Museu da Inconfidência) e pode ser visitada de terça a domingo, das 10h às 18h. Saiba mais sobre o Museu da Inconfidência.

---

MART abre exposição sobre folias de Reis

Sem_título1

Uma das manifestações culturais de origem religiosa mais tradicionais do Brasil é o tema de exposição que o antigo Convento Nossa Senhora dos Anjos, em Cabo Frio (RJ), que hoje sedia o Museu de Arte Religiosa e Tradicional (MART), recebe desde a última quinta-feira (22).

Com fotografias do antropólogo Daniel Arrebola (também responsável pela pesquisa e curadoria) e dos fotógrafos locais Nane Camargos, Mauro Rodrigues e Andréia Silva, “Viva Santos Reis! Folias de Reis da Região Sudeste” exibe imagens de diversos grupos que realizam esta festividade na região.

As folias de Reis são manifestações folclóricas que narram, através de cantos, a visita dos três reis magos do oriente até o local onde haveria nascido o menino Jesus. A manifestação chegou ao Brasil no período da colonização, intensificando-se no império, e aqui foi influenciada pelas culturas africanas e outras manifestações, como as danças juninas francesas.

A festa como conhecemos hoje foi descrita pelo escritor e pesquisador Mário de Andrade como um tipo de “dança dramática”: danças folclóricas de cunho religioso que possuem uma espécie de cortejo e dramatização.

Além dos registros fotográficos, a exposição traz diversas peças das folias de Reis da região sudeste, reunidas durante anos de pesquisa. Apresenta ainda um mapa que revela as diferenças entre as folias realizadas na região, principalmente nos nomes e roupagens de seu tradicional personagem mascarado.

A exposição pode ser visitada no MART (Largo de Santo Antônio – Centro, em Cabo Frio) de terça a sexta-feira, das 10h às 17h, e aos sábados e feriados das 14h às 18h. A entrada é gratuita.



Agenda

Francisco Brennand - Mestre dos Sonhos

O quê: A exposição reúne 31 obras (entre cerâmicas, pinturas e desenhos) do acervo original do artista pernambucano, aclamado mundialmente por sua arte sincrética, ancestral e extremamente peculiar.
Quando: De 27/3 a 20/5. Terça a domingo, das 9h às 21h.
Onde: CAIXA Cultural Brasília (SBS Quadra 04, Lotes 3/4 | Brasília - DF)
Informações: (61) 3206 9448 | www.caixacultural.com.br

---

Santo Sudário: Entre a Fé, a Arte e a Ciência

O quê: A exposição propõe aos visitantes criar, através de cerca de 40 obras entre esculturas, pinturas, objetos arqueológicos, além de plotagens de obras existentes em outros museus e igrejas, sua própria história do Sudário de Turim, a partir da união entre arte, ciência e fé.
Quando: De 25/3 a 6/5. Gratuito.
Onde: Museu de Arte Sacra de São Paulo (Av. Tiradentes, 676 - Bairro da Luz | São Paulo - SP)
Informações: (11) 3326 5393 | www.museuartesacra.org.br

---

Recital no Museu Regional de São João del-Rei (MG)

O quê: Devido à Semana Santa, o Museu Regional de São João del-Rei (MRSJDR/Ibram) realiza mais uma edição de recital com a professora e organista Elisa Freixo, que executa seu repertório com o órgão de tubos do museu - fabricado no final do século XVIII na região de São João del-Rei.
Quando: dia 29 de março, às 18h30. Entrada franca.
Onde: MRSJDR (Rua Marechal Deodoro, 12 - Centro - São João del-Rei, MG)
Informações: (32) 3371.7663.

---

Mulheres e Mais: A Arte de Milla

O quê: A exposição apresenta obras de Maria Emília de Magalhães Minhava, ou simplesmente Milla, que trabalha com esculturas em cerâmica desde 1997. Nascida em Portugal, na cidade do Porto, e tendo vivenciado a realidade de extrema pobreza dos pequenos produtores rurais, em 1968 migrou para o Brasil, acompanhando o pai. Instalaram-se inicialmente em Magé (RJ). Posteriormente, Milla foi para Maricá (RJ), onde vive até hoje.
Quando: De 8/3 a 15/4. Terça a sexta-feira, das 11h às 18h; sábados, domingos e feriados, das 15h às 18h.
Onde: Sala do Artista Popular (Rua do Catete, 179 - Catete | Rio de Janeiro - RJ)
Informações: www.cnfcp.gov.br

---

O Brasil que merece o Brasil

O quê: A exposição 170 fotografias do renomado fotógrafo Walter Firmo com foco na negritude brasileira. Entre os personagens fotografados estão grandes figuras brasileiras como Pixinguinha, Cartola, Pelé, Joãozinho Trinta, Clementina de Jesus e Arthur Bispo do Rosário.
Quando: De 20/3 a 20/6. Terça a sábado, das 10h às 19h. Entrada gratuita.
Onde: Centro Cultural Vale Maranhão (Av. Henrique Leal, 149 - Praia Grande | São Luís - MA)
Informações: (98) 3232 6363 | ccv-ma.org.br

---

Seminário Cinema Negro no Feminino: Afeto, identidade e memória

O quê: O seminário terá como objetivo discutir o Cinema Negro no Feminino como contraponto à naturalização do racismo e do sexismo no cinema e refletir sobre histórias de amor, paixões, afetos, desejos, ancestralidade e memória.
Quando: Dia 7/4, a partir das 9h30.
Onde: Museu da Gente Sergipana (Avenida Ivo do Prado, 398 - Centro | Aracaju - SE)
Informações: (79) 3218 1551 | www.museudagentesergipana.com.br

Cursos e oficinas

Formas e funções dos retábulos nas missões jesuíticas guaranis

O quê: O curso vai abordar a relação do retábulo, elemento arquitetônico e ornamental presente nos templos missioneiros do Rio Grande do Sul, discutindo sua relação com as imagens que abrigavam e sua recorrência na região das Missões. Ministrado por Flávio Gil, mestre em História da Arte pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutorando em História Social da Cultura pela PUC-RJ.
Quando: Dias 25 e 26/3.
Onde: Bistrô Pousada das Missões (São Miguel das Missões - RS)
Informações: munareto.odalmir@yahoo.com.br

---

Iniciação à preservação em museus - 2ª edição

O quê: A Associação de Amigos do Museu Nacional de Belas Artes promove a segunda edição de curso livre cujo intuito é apresentar noções de preservação do patrimônio em museus. Organizado em em sete módulos, aborda, entre outros tópicos, a preservação e conservação de livros, fotografias, instrumentos científicos e bens arqueológicos.
Quando: De 27 de março a 24 de maio. Terças e quintas, das 17h30 às 19h30.
Onde: Museu Nacional de Belas Artes (Avenida Rio Branco, 199 - Centro - Rio de Janeiro/RJ)
Informações e inscrições: pelo telefone (21) 997660.7794 ou e-mail associacaoba.mnba@gmail.com.