Boletim eletrônico Nº 695 - Ano XV - 15 a 22 de junho de 2018.

---

Declaração de Interesse Público: consulta pública segue até 21 de junho

dip

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) recebe até o dia 21 de junho contribuições para consulta pública, aberta em fevereiro, sobre a normatização da Declaração de Interesse Público – ela será objeto de resolução estabelecendo normas complementares ao Decreto nº 8.124/2013, que regulamentou o dispositivo legal.

O objetivo da Resolução Normativa é possibilitar a realização, com segurança jurídica, de ações oficiais dos órgãos públicos competentes voltadas ao apoio aos museus públicos e privados e aos proprietários ou responsáveis legais de bens culturais passíveis de musealização, considerados individualmente ou em conjunto, visando à preservação e à difusão do patrimônio cultural de destacada importância para o país.

O Ibram já elaborou minuta de Resolução Normativa que define cinco fases, com passos detalhados, para a efetivação de uma Declaração de Interesse Público. Interessados podem propor alterações ao texto enviando suas contribuições através do endereço eletrônico consultapublica@museus.gov.br, utilizando formulário disponibilizado no site do Ibram.

Saiba mais.

---

Segue aberta consulta pública sobre criação do Dia Nacional do Museu

Segue aberta consulta pública do Senado Federal sobre o Projeto de Lei do Senado nº 249 de 2018, que institui o Dia Nacional de Museu. Interessados podem manifestar via internet sua opinião sobre o assunto, votando “Sim” ou “Não”.

É possível votar enquanto a matéria tramitar no Senado. Vote aqui.

A proposta de criação do Dia Nacional do Museu é uma iniciativa da senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE) e foi tema de audiência pública realizada em maio no âmbito da Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado.

"Essa grande iniciativa que foi a proposição de instituição do Dia Nacional do Museu certamente vai ser de grande contribuição para a consolidação da nossa instituição na sociedade brasileira”, avaliou na ocasião o presidente do Ibram, Marcelo Araujo.

---

Museu Lasar Segall inaugura exposição do artista pernambucano Macaparana

img_macaparana_4_g

De pai alfaiate e o segundo de dezoito filhos, José de Souza Oliveira Filho nasceu em 1952 e adotou o nome de sua cidade natal, a cerca de 120 Km de Recife (PE), como seu nome artístico. “Como os pintores italianos do quattrocento”, comenta o curador Franck-James Marlot. Sua obra vasta, reconhecida dentro e fora do Brasil, é o tema de exposição que o Museu Lasar Segall, vinculado ao Ibram, inaugurou no último sábado (9).

Marcado pelo rigor geométrico conjugado à informalidade, o trabalho do artista tem como ponto de partida materiais como o papel e o papelão, seus suportes favoritos, abarcando esculturas de metal e painéis de madeira pintados, cortados, entalhados e perfurados.

A exposição reúne 15 obras inéditas de Macaparana entre pinturas, desenhos, colagens e recortes sobre cartão, que focam quarenta anos de prática artística, além de trabalhos de artistas que inspiraram seu trabalho – convidando o público a refletir sobre a influência entre eles.

Trajetória - Aos sete anos de idade, doente de febre reumática e convalescente por um longo período, Macaparana vivenciou sua primeira relação com a pintura. “Os cadernos e os lápis tiveram um papel importante, quase obsessivo, no meu processo de recuperação e na consolidação da minha ideia de ser artista, apesar da desaprovação inicial do meu pai”, explica o artista, que realizou sua primeira exposição individual aos 18 anos, na capital pernambucana.

Aos 20 anos, vai viver no Rio de Janeiro (RJ), onde frequenta galerias e museus e torna-se próximo de nomes como Ferreira Gullar (1930-2016), Lygia Clark (1920-1988), Lygia Pape (1927-2004) e Amilcar de Castro (1920-2002). “Era um momento fantástico e a cidade onde todos queriam estar. Lá vivi intensamente, compartilhei casa com um vai e vem de artistas, participei de várias exposições e tive contato com o exercício da crítica pela primeira vez”, conta.

Em 1973, muda-se para São Paulo (SP), cidade onde vive até hoje e onde ganhou o nome que adotaria. “O Pietro Maria Bardi, fundador e diretor do Masp, gostava muito do nome da minha cidade natal, então no final dos anos 1970 ele e o meu amigo Antônio Maluf começaram a me chamar de Macaparana”, explica o artista, que já no ano seguinte realizaria exposição individual no Museu de Arte de São Paulo.

Ao longo dos anos 80, teria sua obra exposta em diversos espaços no Brasil e viajaria por temporadas, decisivas para sua obra, à Holanda, França, EUA, Inglaterra e Turquia. Desde os anos 90, participa de frequentes exposições internacionais em países como México, Equador, Bolívia, Espanha, Argentina, EUA, França e Polônia – nos dois últimos, expôs em 2018.

A exposição pode ser visitada até o dia 6 de agosto, das 11h às 19h (exceto às terças) no Museu Lasar Segall (Rua Berta, 111 - Vila Mariana), em São Paulo (SP).

---

Museu de Arqueologia de Itaipu participará do Make Music Niterói

Make Music Niteroi

Na próxima quinta-feira (21), o Museu de Arqueologia de Itaipu (MAI) participará do Make Music Niterói, evento dedicado à música que dá espaço à artistas locais para apresentações gratuitas em palcos montados em diversos pontos da cidade.

Serão mais de 100 atrações, em 12 horas dedicadas exclusivamente à música, com shows de diversos gêneros musicais. No palco do MAI se apresentarão Rafael Lira, JahWho, Meio do Mato, DuoLuLo, Marcus Vas, Well Brasil e Prajna.

Além do Museu de Arqueologia de Itaipu, haverá palcos no Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC Niterói), no Teatro Municipal de Niterói, na Biblioteca Engenho do Mato e em vários outros pontos da cidade.

Make Music Day

Criado em 1982, o evento chamado originalmente de Fête De La Musique foi um convite do Ministério da Cultura da França para que músicos profissionais e amadores se apresentassem no solstício de verão do hemisfério norte, dia 21 de junho. A ideia era promover um dia de música, gratuita e ao vivo, em todos lugares: esquinas de rua e parques, terraços e jardins, em frente de lojas e comércio.

Diferente de um festival de música tradicional, qualquer um e todos seriam convidados a participar e a tocar música. Atualmente, o evento é realizado em mais de 800 cidades, em 120 países. Niterói foi a primeira cidade brasileira a sediar esse evento de celebração mundial da música.

---

Cartilha reúne legislação e recomendações sobre tráfico ilícito de bens culturais

trafico_de_bens_culturais_cartilha_completa_II-001

O combate ao tráfico ilícito de bens culturais foi tema, na semana passada, de seminário realizado em São Paulo (SP) numa parceria entre o Ministério da Cultura (MinC) e o Itaú Cultural.

A proteção e circulação de bens culturais é agora o mote de cartilha que é desdobramento do seminário e já está disponível para download gratuito.

A publicação reúne as convenções e normativas internacionais em torno deste tema, além do texto integral de acordos basilares para o combate internacional ao tráfico ilícito de bens culturais e a legislação brasileira existente em âmbito federal.

A ideia é abrigar em um único compêndio este conjunto normativo, oferecendo um instrumento útil de consulta para instituições, colecionadores, órgãos de fiscalização e especialistas.

---

Ampliado o prazo de inscrição para o Prêmio Ibermuseus de Educação 2018

convocatoria-0_1becycB

Instituições interessadas em participar da edição 2018 do Prêmio Ibermuseus de Educação terão mais alguns dias para fazer sua inscrição online: o prazo foi ampliado até o dia 30 de junho.

A convocatória é voltada ao reconhecimento e fomento de iniciativas consideradas incrementadoras do potencial educativo dos museus nos 22 países da América Latina e na Península Ibérica.

Serão oferecidos quatro prêmios em dinheiro em duas categorias. A Categoria 1 é voltada ao reconhecimento de projetos realizados ou em execução e vai oferecer prêmios de US$ 15 mil, US$ 7 mil e US$ 3 mil, respectivamente, para os três projetos melhor classificados. Na Categoria 2, voltada ao fomento de novos projetos, será oferecida premiação única de US$ 10 mil.

Podem concorrer ao prêmio museus e instituições culturais e afins de países ibero-americanos vinculados à administração pública nas três esferas de governo, ou instituições privadas sem fins lucrativos que atuem na área de interseção entre educação e museus. Leia a convocatória na íntegra.

Em oito edições já realizadas, o Prêmio Ibermuseus de Educação recebeu um total de 1.043 projetos inscritos, sendo 61 projetos premiados e 131 reconhecidos com Menção Honrosa, com mais de US$ 470 mil distribuídos em premiações. Museus brasileiros já ganharam o prêmio 14 vezes e receberam 15 menções honrosas.

---

MinC e Apex-Brasil selecionam empresas para expor em evento voltado para a indústria criativa

micbr interna.jpeg

O Ministério da Cultura (MinC) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) vão apoiar financeiramente a participação de até 180 empreendedores brasileiros na primeira edição do Mercado das Indústrias Criativas do Brasil, o MicBR, evento que reunirá artistas e empreendedores dos setores culturais e criativos do Brasil e de outros países. As inscrições para o edital podem ser feitas até o dia 27 de junho, pelo site micbr.cultura.gov.br.

Serão selecionados até 80 empreendedores com produção cultural já consolidada (experientes) e até 100 novos empreendedores (iniciantes). Os selecionados receberão apoio financeiro para participar do evento.

O MicBR será realizado de 5 a 11 de novembro, em São Paulo, e tem como objetivo de impulsionar a internacionalização da produção cultural brasileira e o intercâmbio entre os países, em especial da América do Sul, reunindo os setores de artes cênicas (circo, dança e teatro), audiovisual, animação e jogos eletrônicos, design, música, museus e patrimônio, artes visuais, moda, editorial e gastronomia.

Na programação, estão incluídas rodadas de negócios (em que produtores e compradores ficam frente a frente), espaços para a troca de contatos profissionais, oportunidades de apresentação de produtos e serviços, além de atividades de capacitação para empreendedores, como palestras, seminários, oficinas e clínicas de mentoria. Apresentações de música, artes cênicas, moda e gastronomia também fazem parte da programação. Saiba mais sobre o evento.

 

Agendas

Reunião do Clube do Múltiplo

O quê: Encerramento da exposição Clube do Múltiplo, que exibe produções da iniciativa da Associação de Amigos do Museu Victor Meirelles voltada a fomentar o colecionismo e incentivar a produção artística, por meio de obras em diversos formatos.
Quando: Até 16/6. Terça a sexta, das 10h às 18h; sábados, das 10h às 14h.
Onde: Museu Victor Meirelles - sede provisória (Rua Rafael Bandeira, 41 - Centro | Florianópolis - SC)
Informações: museuvictormeirelles.museus.gov.br

---

Grupo Bagé

O quê: Exibição do documentário homônimo, produzido pelo cineasta gaúcho Zaca Brito em 2018, que conta a história e o legado do Grupo de Bagé, movimento artístico surgido no Rio Grande do Sul durante os anos 1940 protagonizado pelos pintores e gravadores Glênio Bianchetti, Glauco Rodrigues, Carlos Scliar e Danúbio Gonçalves, todos eles com obras no acervo do MNBA. Após a exibição, haverá um debate com a presença de críticos de arte e artistas.
Quando: Dia 21/6, às 18h. Entrada franca.
Onde: Museu Nacional de Belas Artes (Av. Rio Branco, 199 – Centro | Rio de Janeiro - RJ)
Informações: www.mnba.gov.br

---

O Brasil que merece o Brasil

O quê: A exposição reúne 170 fotografias do renomado fotógrafo Walter Firmo com foco na negritude brasileira. Entre os personagens fotografados estão grandes figuras brasileiras como Pixinguinha, Cartola, Pelé, Joãozinho Trinta, Clementina de Jesus e Arthur Bispo do Rosário.
Quando: De 20/3 a 20/6. Terça a sábado, das 10h às 19h. Entrada gratuita.
Onde: Centro Cultural Vale Maranhão (Av. Henrique Leal, 149 – Praia Grande | São Luís – MA)
Informações: (98) 3232 6363 | ccv-ma.org.br

---

A primeira estrela - o Brasil na Copa de 1958

O quê: No ano em que o Brasil comemora o 60º aniversário de seu primeiro título de Copa do Mundo, a exposição temporária aborda a simbologia da conquista e apresenta elementos inéditos sobre uma campanha que moldou de forma definitiva a relação do país com o esporte mais popular do planeta.
Quando: De 5/6 a 9/9. Terça a domingo, das 9h às 18h.
Onde: Museu do Futebol (Praça Charles Miller, s/n - Estádio do Pacaembu | São Paulo - SP)
Informações: www.museudofutebol.org.br

---

Ásia: a Terra, os Homens, os Deuses

O quê: A exposição reúne cerca de 200 peças de arte asiática provenientes de mais de 10 países, como China, Japão, Índia, Paquistão, Butão, Irã, Afeganistão e Myanmar.
Quando: A partir de 2/3. Terça a domingo, das 10h às 18h. Ingressos: R$ 20 (meia-entrada: R$ 10)
Onde: Museu Oscar Niemeyer (Rua Marechal Hermes, 999 | Curitiba - PR)
Informações: (41) 3350 4400 | museuoscarniemeyer.org.br

 

Cursos e oficinas

Idosos e o museu: possibilidades educativas

O quê: Voltado a educadores, profissionais de saúde e assistência social que atuam junto a grupos de idosos, o curso tem como objetivos dar subsídios para a compreensão das potencialidades socioeducativas dos museus e qualificar suas práticas junto a grupos de idosos a partir de conteúdos e abordagens da Arte, Cultura e Patrimônio.
Quando: Dias 9, 16, 23 e 30 de agosto, das 10h às 17h30; dias 6, 13, 20 e 27 de setembro de 2018, das 10h às 17h30; e de 4 e 11 de outubro, das 10h às 17h30.
Onde: Pinacoteca de São Paulo (Praça da Luz, 2 | São Paulo - SP)
Informações: (11) 3324 1000 | www.pinacoteca.org.br

---

10ª Encontro Paulista de Museus

O quê: Promovido pelo Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), o evento traz como tema nesta edição "Gestão e Governança” e abordará em sua programação temas atuais de interesse para a gestão de museus como captação de recursos, sustentabilidade institucional e processos museológicos participativos.
Quando: De 18 a 20/7. Inscrições aberats via internet (ver site abaixo).
Onde: Memorial da América Latina (Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Barra Funda | São Paulo - SP)
Informações: www.sisemsp.org.br/epm

---

Fórum Acervos Arqueológicos: por uma política de preservação do patrimônio arqueológico brasileiro

O quê: Organizado pela Sociedade de Arqueologia Braileira (SAB) e pela Rede de Museus e Acervos de Arqueologia e Etnologia (REMAAE), o evento é destinado à apresentação de experiências e reflexões nas áreas de Arqueologia, Conservação e Museologia. A programação inclui mesas redondas, palestras e comunicações coordenadas.
Quando: De 28 a 30/8. Inscrições até 15/6.
Onde: Museu Histórico Nacional (Praça Mal. Âncora, s/n - Centro | Rio de Janeiro - RJ)
Informações: acervosarqueologicos.wordpress.com/programacao