Boletim eletrônico Nº 697 - Ano XV - 29 de junho a 6 de julho de 2018

---

Curso de Estudos Avançados em Museologia recebe inscrições até 20 de julho

p1010389

Estão abertas as inscrições para o IV Curso de Estudos Avançados em Museologia – CEAM, que acontecerá no período de 1º a 30 de agosto no Rio de Janeiro (RJ).

Interessados podem fazer matrícula até 20 de julho. O candidato deve possuir título de mestre ou estar matriculado em um curso de mestrado e deve, neste caso, apresentar carta de recomendação da instituição em que está matriculado, assinada pelo coordenador do programa de pós-graduação e do orientador.

Voltado para profissionais de museus e de instituições de memória, patrimônio e cultura, gestores culturais, professores, pesquisadores e profissionais das áreas das ciências, das artes e das tecnologias, o CEAM visa capacitar profissionais para o desenvolvimento de pesquisas e para a atuação em museus, universidades e instituições de pesquisa; desenvolver estudos e pesquisas no campo dos museus e das inter-relações entre memória, patrimônio e cultura, com atenção especial para o diálogo com a denominada Museologia Social ou Sociomuseologia. O curso terá aulas intensivas no horário das 9 às 18 horas, totalizando 180 horas/aula.

Parceria

A primeira turma do curso em nível de doutorado foi realizada no Museu Histórico Nacional (2008), seguida pela Universidade Federal da Bahia (2011) e pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2015).

Este ano, o curso será realizado pelo Museu da República/Ibram em parceria com o Museu da Maré e a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa (ULHT), com o apoio da Cátedra Unesco “Educação, cidadania e diversidade cultural” da Museologia/ULHT, da Rede de Museologia Social do Rio de Janeiro (REMUS-RJ), da Associação Brasileira de Museologia (ABM), do Movimento Internacional para uma Nova Museologia (MINOM), do Museu Vivo de São Bento (MVSB), do Museu de Favela (MUF), do Museu das Remoções (MR) e do Museu Histórico Nacional (MHN).

Encaminhamento para o doutorado

Os certificados de conclusão do IV CEAM permitirão o aproveitamento integral de disciplinas para os estudantes portadores do grau de mestre prosseguirem seus estudos no Programa de Doutoramento em Museologia na ULHT, em Portugal.

O prosseguimento de estudos de doutoramento será efetuado nos termos do Regulamento Pedagógico da ULHT – Despacho Conjunto nº 5/2018, com pedido de dispensa de unidades curriculares correspondentes ao 1º ano do Doutoramento e inscrição no 2º e 3º ano do Ciclo de Estudos (Artigo 57º).

Para mais informações, acesse a página do curso.

---

Confira os trabalhos selecionados para o Seminário Internacional do MHN

Seminario_Internacional_2018_Logo

O Museu Histórico Nacional (MHN), que integra a rede Ibram no Rio de Janeiro (RJ),  divulgou a lista das comunicações orais selecionadas para o “Seminário Internacional Museu e Educação: 60 anos da Declaração do Rio de Janeiro” – que acontecerá no museu de 9 a 11 de outubro.

Foram inscritos 108 trabalhos no total. Devido ao grande interesse, a organização do evento ampliou de 16 para 40 o número de selecionados.

As comunicações serão feitas em quatro painéis em torno do tema Educação Museal: história no Brasil; conceitos e teorias; práticas e experiências; políticas públicas, profissionais e pesquisa. Confira a lista de trabalhos selecionados.

Os autores selecionados serão contatados via correio eletrônico pela organização do seminário e deverão confirmar disponibilidade para participar. Dúvidas e outras questões devem ser enviadas para seminariointernacionalmhn@gmail.com.

Seminário multidisciplinar
Desde sua primeira edição em 2000, o Seminário Internacional do MHN acontece sempre em outubro – mês em que o museu foi criado em 1922. Resultado da parceria com universidades, instituições culturais e de pesquisa brasileiras e estrangeiras, o evento aborda assuntos diversos nos campos da História, Patrimônio, Museologia e Ciências Sociais.

Neste ano, o MHN, em parceria com a Rede de Educadores em Museus e Centros Culturais do Rio de Janeiro (REM-RJ), dedica a 18ª edição do evento à reflexão e ao debate sobre os avanços e os desafios que a educação museal apresenta desde a realização do Seminário Regional da Unesco sobre o papel educativo dos museus – que deu origem à Declaração do Rio de Janeiro em 1958.

Além dos Painéis Temáticos, onde acontecem as comunicações orais, a programação do seminário traz ainda mesas-redondas, conferências, relatos de experiências e abertura de exposição.

Os trabalhos apresentados são publicados nos anais do evento. Na Biblioteca Virtual do MHN estão disponíveis todos os anais já publicados. A programação completa será divulgada em breve.

---

Último módulo do projeto Victor em 4D entra em cartaz no Museu Victor Meirelles

EsbocetoBatalhaGuararapes

O Museu Victor Meirelles abriu na terça-feira (26), o último módulo expositivo do projeto Victor em 4D. É a segunda parte da Dimensão Simbólica, que tem como título Victor e o Tempo Presente e fecha a série de quatro módulos. O encerramento do projeto tem como proposta levar o público a perceber a produção de Victor Meirelles no século XXI, as suas relações artísticas com a arte dos séculos XX e XXI e ainda a questão do artista Victor e a cidade de Florianópolis.

Iniciado em maio de 2017, o Projeto Victor em 4D foi concebido como um conjunto de exposições de média duração sobre a vida e a produção artística de Victor Meirelles de Lima (1832-1903). O principal objetivo foi sugerir possíveis leituras e interpretações das obras do artista pertencentes ao acervo do Museu Victor Meirelles, buscando identificar as características estéticas de seus trabalhos, as diferentes fases de Victor como aluno, professor e artista, o ambiente em que sua produção estava inscrita na segunda metade do século XIX e, finalmente, o legado artístico deixado pelo pintor como patrimônio artístico brasileiro.

O Museu Victor Meirelles programou ainda para o dia 4 de julho, às 18h30, como parte das atividades da exposição de encerramento do projeto, a exibição do filme canadense "Sombras da Vida" (2017), do diretor David Lowery. Após a sessão, haverá uma roda de conversa com a mediação de Igor Amorim, bibliotecário, documentalista e cientista da Informação.

A exposição "Victor e o Tempo Presente" fica em cartaz no Museu Victor Meirelles até 11 de agosto. O museu está funcionando na sede provisória, à Rua Rafael Bandeira, nº 41, Centro. A entrada é gratuita.

---

MAB exibe obra de videoarte sobre escadarias de Recife

35841662_1751955381518526_4235215268596416512_o

As escadas dos edifícios e arranha-céus de Recife (PE) são o objeto principal da videoarte “Recife Abaixo”, do antropólogo e artista visual Charles Martins, que o Museu da Abolição (MAB) apresenta ao público desde a última segunda-feira (25).

A obra traz imagens em looping nas quais o artista aparece descendo os degraus das diversas escadas que percorreu em visita a 60 edifícios da cidade, entre prédios históricos, repartições públicas, centros comerciais e outros.

Segundo o artista, protagonizar as escadas é dar visibilidade a um ponto cego da vida urbana do Recife, fazendo-a de campo poético para a reflexão. Para Martins, as escadas representam nossa organização social. “Somos hierárquicos e percebemos e concebemos o mundo dessa forma”, explica. “O trabalho é um modo de nos fazer divagar sobre a hierarquia da solidão predominante em nossa cidade. Quanto mais alto, mais solitário”.

Pequenos trechos da obra podem ser conferidos aqui. “Recife Abaixo” fica em cartaz no Museu da Abolição até 20 de julho (segunda a sábado, das 13h às 17h).

---

Doutorado em Museologia Unirio/MAST abre inscrições para turma 2019

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) abriu na última quarta-feira (27) inscrições para a turma 2019 de seu curso de Doutorado.

Serão oferecidas dez vagas, distribuídas entre as duas linhas de pesquisa do programa: “Museu e Museologia” e “Museologia, Patrimônio e Desenvolvimento Sustentável”.  As inscrições ficarão abertas até 11 de julho. Para mais detalhes, leia o edital.

---

Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos lança campanha de financiamento

26055922_472186046516381_8320767190885208144_n

O Muquifu - Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos, iniciativa pioneira de museologia social em Belo Horizonte (MG), abriu a campanha “Seja amigo e parceiro do Muquifu!”, voltada ao recebimento de contribuições para a manutenção da instituição.

Criado em 2012 no Morro do Papagaio, o Muquifu tem como vocação garantir o reconhecimento e a salvaguarda das favelas, enquanto “verdadeiros quilombos urbanos do Brasil”: lugares não apenas de sofrimento e de privações, mas, também, de memória coletiva digna de ser cuidada. A instituição reúne como acervo fotografias, objetos, imagens de festas, danças, celebrações, tradições e histórias que representam a tradição e a vida cultural dos moradores das diversas favelas e quilombos urbanos.

Museu de território e comunitário, o Muquifu atua como instrumento de resistência diante do risco iminente de expulsão dos favelados dos centros urbanos; e pelo reconhecimento e preservação do patrimônio, histórias, memórias e bens culturais dos moradores dos quilombos urbanos e favelas de Belo Horizonte.

Tocada basicamente por voluntários, a instituição se volta às memórias narradas pelos moradores dessas comunidades, habitadas predominantemente por pessoas negras, promovendo exposições, debates e oficinas. Conheça melhor o trabalho realizado pelo Muquifu.

Interessados em ser amigos do museu podem colaborar mensalmente por meio da plataforma Padrim com valores iniciados em R$ 1. Todo o dinheiro arrecadado será usado para a manutenção do espaço. Colabore aqui.

 

Agendas

Paisagens da Guerra: a pintura de E. De Martino

O quê: A mostra exibe, pela primeira vez após mais de uma década, a coleção de obras do artista no MHN. A coleção de telas do pintor italiano, que se estabeleceu no Brasil entre 1867 e 1875, retrata as mais representativas batalhas navais da história brasileira.
Quando: Até 1º de julho (domingo). Sábados e domingos, das 13h às 17h.
Onde: Museu Histórico Nacional (Praça Marechal Âncora, S/N - Centro | Rio de Janeiro -RJ)
Informações: https://mhn.museus.gov.br/

---

Cântico das Águas

O quê: Na linha da “Educação para a Água”, o projeto realiza atividades de conscientização ambiental direcionadas a alunos da Educação Infantil de Sabará (MG), com aulas-passeio e atividades lúdicas.
Quando: Dia 30/6, a partir das 9h.
Onde: Museu do Ouro (Rua da Intendência, s/n – Centro | Sabará – MG)
Informações: (31) 3671-1848

---

Arraial do Seu Luiz

O quê: Show e apresentações culturais de celebração ao período junino.
Quando: Dia 30/6, a partir das 17h. Entrada gratuita.
Onde: Praça do Juazeiro - área externa do museu Cais do Sertão (Av. Alfredo Lisboa, s/n - Recife Antigo | Recife - PE)
Informações: www.caisdosertao.org.br

---

Histórias afro-atlânticas

O quê: A exposição coletiva apresenta cerca de 400 obras de mais de 200 artistas de origem africana, pertencentes ao acervo do MASP e a coleções brasileiras e internacionais, incluindo desenhos, pinturas, esculturas, filmes, vídeos, instalações e fotografias, além de documentos e publicações, de arte africana, europeia, latino e norte-americana, caribenha, entre outras.
Quando: De 30/6 a 21/10. terça a domingo, das 11h às 20h.
Onde: Instituto Tomie Ohtake (Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 - Pinheiros | São Paulo – SP)
Informações: www.institutotomieohtake.org.br

---

A primeira estrela - o Brasil na Copa de 1958

O quê: No ano em que o Brasil comemora o 60º aniversário de seu primeiro título de Copa do Mundo, a exposição temporária aborda a simbologia da conquista e apresenta elementos inéditos sobre uma campanha que moldou de forma definitiva a relação do país com o esporte mais popular do planeta.
Quando: De 5/6 a 9/9. Terça a domingo, das 9h às 18h.
Onde: Museu do Futebol (Praça Charles Miller, s/n - Estádio do Pacaembu | São Paulo - SP)
Informações: www.museudofutebol.org.br

---

A figura materna na obra de Portinari

O quê: Visita temática mediada á exposição "Portinari, A construção de uma obra".
Quando: Dia 30/6, às 14h. Exposição em cartaz até 1º/7 (entrada franca).
Onde: CAIXA Cultural Rio de Janeiro (Av. Alm. Barroso, 25 - Centro | Rio de Janeiro - RJ)
Informações: (21) 3980-4898 | agendamento@gentearteirarj.com.br

 

Cursos e oficinas

6º Seminário de Informação em Arte

O quê: Com o tema "Arte, Cultura e Informação", o evento objetiva a ampliação do debate sobre temas relacionados às bibliotecas e à Arte. A programação inclui apresentação de trabalhos, debates e espaço para exposição de produtos e serviços.
Quando: Dias 24 e 25/9.
Onde: Instituto Cervantes do Rio de Janeiro (Rua Visconde de Ouro Preto, 62 - Botafogo | Rio de Janeiro - RJ)
Informações: doity.com.br/6-seminario-de-informacao-em-arte#registration

---

3° Seminário Tecnologia e Cultura

O quê: O evento objetiva discutir as novas questões geradas pela utilização das tecnologias de informação e comunicação nas áreas de arquivos, bibliotecas e museus.
Quando: Dias 27 e 28/8.
Onde: Fundação Casa de Rui Barbosa (Rua São Clemente 134 - Botafogo | Rio de Janeiro - RJ)
Informações: bit.ly/2yJUwnH

---

Educação na Roda: idosos no museu

O quê: Nesta edição do ciclo que promove rodas de conversa sobre aspectos da educação museal, serão abordados os desafios e potencialidades do trabalho educativo em museus voltado a este público-alvo.
Quando: Dia 29/6, das 14h às 16h30 (30 vagas, preenchidas por ordem de chegada: não é necessário inscrição prévia).
Onde: Pinacoteca de São Paulo (Praça da Luz, 2 - Luz | São Paulo - SP)
Informações: pinacoteca.org.br