Boletim eletrônico Nº 714 - Ano XV - 9 a 16 de novembro de 2018

---

Maratona de Museus: Ibram e Wikipédia reúne participantes de 50 instituições

Maratona Wiki

Na última terça-feira (6), o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) promoveu em parceria com a Wiki Educação Brasil, a Maratona de Museus: Ibram e Wikipédia. O evento aconteceu simultaneamente em três capitais brasileiras: Brasília (DF), Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ), e contou com a participação de várias instituições brasileiras.

Em Recife foram 17 participantes, oriundos de 15 instituições museológicas diferentes, e no Rio de Janeiro foram 35 participantes, de 34 instituições museológicas diferentes. Já em Brasília o evento contou com a participação de 10 servidores do Ibram sede, reunindo um total de 62 participantes e 50 instituições envolvidas.

O objetivo da Maratona foi aproximar os museus brasileiros das plataformas digitais para promover, divulgar e valorizar o campo museológico, visando ampliar o acesso e o conhecimento dos diversos públicos sobre os museus participantes e instigá-los a visitarem essas instituições culturais.

Dentre as ações realizadas estava a apresentação do universo da Wikimedia e dos projetos GLAM Wiki, que abrangem temas de arte e cultura dentro da Wikipédia Lusófona; a orientação e capacitação quanto aos procedimentos de edição na Wikipédia e Wiki Commons - repositório de imagens da Wiki; e, a atividade de edições na plataforma da enciclopédia digital. As orientações foram feitas pelos colaboradores da Wiki Educação Brasil.

A Wikipédia, um dos 10 sites mais visitados do mundo, é o projeto mais conhecido da Wikimedia, com mais de 43 milhões de artigos escritos de forma conjunta por diversos voluntários ao redor do mundo. O projeto possibilita múltiplas ações de promoção e divulgação de museus e seus acervos, a partir da criação ou qualificação de verbetes na web sobre elas, suas histórias, seus itens de coleções e outros temas relacionados.

 

---

Países BRICS formalizam criação de aliança para área de museus

brics-og

Os cinco países que integram o grupo BRICS – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – formalizaram no dia 25 de outubro, durante encontro de entendimento realizado no Museu Nacional da China, em Pequim, a criação da Aliança BRICS de Museus.

Conforme declaração conjunta assinada pelos representantes que participaram do encontro, a mais nova plataforma de cooperação cultural criada no âmbito dos BRICS terá como objetivos incrementar intercâmbios voltados à difusão do patrimônio cultural dos cinco países que integram o grupo, bem como à sua proteção; e à capacitação de profissionais destes países que atuam no setor.

Encaminhamentos aprovados - Durante a conferência fundadora da Aliança BRICS de Museus, que aconteceu no âmbito do III Encontro BRICS de Ministros da Cultura, foi assinado ainda memorando de entendimento que estabelece um conjunto de encaminhamentos considerados necessários para o alcance dos objetivos pactuados.

O memorando define que o escopo de atuação da Aliança BRICS de Museus incluirá a realização de exposições de forma bilateral ou multilateral; assim como de intercâmbios acadêmicos e atividades de capacitação em caráter cooperativo.

O documento, que foi assinado pelo presidente interino do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Marcos Mantoan, representante do Brasil no encontro, também define a criação de um portal da nova plataforma e a realização de conferências da Aliança BRICS de Museus com periodicidade bienal – a próxima está programada para acontecer em 2020 em Moscou (Rússia).

---

Museus Ibram trazem programação especial para o Mês da Consciência Negra

43692012_1923107654403297_5934081044134232064_n

Celebrado por ocasião da data de morte de Zumbi dos Palmares (1655-1695), ícone da resistência negra à escravidão no Brasil, o Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro) motiva programações especiais, ao longo deste mês, em museus da rede Ibram.

O Museu da Abolição (MAB), em Recife (PE), encabeça a celebração com exposições, performances e seminário. Durante todo o mês, o museu oferece ao público a exposição temporária “Os da Minha Rua: Poéticas de R/existência de Artistas afro-brasileiros”. A mostra reúne a produção visual de dez artistas negros contemporâneos, levantando importantes questões sobre a cultura africana e a cultura afro-brasileira e questionamentos em relação ao lugar da negra e do negro na sociedade brasileira.

Como parte da programação para o Mês da Consciência Negra, o MAB promove performance com Ana Lira, uma das artistas que expõem obras na mostra em cartaz, nos dias 10, 17 e 23 de novembro, sempre às 15h. No dia 21, no mesmo horário, o convidado para realizar performance é o artista Carlito Person; e no dia 28, das 16h às 20h, a convidada é a artista negra contemporânea Priscila Rezende.

A programação especial inclui ainda o Seminário Protagonismo Negro nas Lutas Libertárias, que o MAB recebe no próximo dia 27 a partir das 14h. O evento será realizado em parceria com a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) e a Cátedra Gilberto Freire/UFPE. O público também poderá visitar durante todo o mês as exposições de longa duração “130 Anos: Abolição?” e “Novos Objetos, Novas Coleções”. 

Memória e empoderamento - No Museu das Bandeiras, em Goiás (GO), a difusão da memória afro-brasileira terá lugar em programações como o “Varal de Memórias”, que em novembro terá como tema “Sujeit@s Negr@s”. A ideia é evidenciar personalidades negras da cidade, de Goiás e do Brasil como um todo que alcançaram fama como artistas, intelectuais, acadêmicos, escritores, juristas, políticos e líderes sociais.

O museu também receberá nos próximos dias a exposição “Arcelina em África: olhares, trocas e sensações”, resultado da peregrinação da jornalista paulista Arcelina Públio Dias pelo continente africano nos anos 1990. O recorte visual é de sua passagem por Angola, país que possui estreitos e tristes laços com o Brasil em virtude da escravidão no período colonial.

Ainda como parte da programação especial, o setor de Arquivologia do Museu das Bandeiras promoverá ao longo deste mês ações públicas voltadas à democratização do seu acervo, como a já realizada aula aberta “Escravidão e Cadeia em Goiás” (foto), na qual foram apresentados documentos que revelam detalhes sobre a escravidão em Vila Boa de Goiás, bem como o cotidiano da antiga Casa de Câmara e Cadeia, situada no prédio que hoje sedia a instituição.

Outra ação programada para o Mês da Consciência Negra será o II Encontro Meu Cabelo Natural, que o Museu Regional Casa dos Ottoni, em Serro (MG), promove no próximo dia 24, a partir das 14h. Voltado ao fortalecimento da autoestima e empoderamento afro, o evento contará com oficinas de cortes e penteados, desfile e apresentação de grupo de capoeira, entre outras atrações.

Já o Museu de Arte Religiosa e Tradicional, em Cabo Frio (RJ), promove nos dias 7, 8, 21 e 29, sempre às 14h, sessões de conversa com Ricardo Alves, curador da exposição temporária “Terra de Quilombo, Retrato de uma Etnia” para escolas previamente agendadas. O MART também promove, no dia 30, das 14h às 18h, a roda de debate “As Famílias Negras em Cabo Frio: Escravidão e Pós-Abolição”, com a Profª Dra. Nilma Teixeira Accioli; e a oficina “Reeducação para as Relações Étnico-Raciais na Escola: Desafios e Possibilidades na Prática Docente”, com a Profª Dra. Livia Nascimento Monteiro. Inscrições aqui.

---

Museu da República adquire quadro histórico de Emil Bauch

15-BARÃO E BARONESA DE NOVA FRIBURGO

O Museu da República, situado no Rio de Janeiro (RJ) e integrante da rede Ibram, adquiriu nos últimos dias  o quadro “Barão e Baronesa de Nova Friburgo”, de autoria do pintor alemão Emil Bauch, obra que possui conexão estreita com a história da instituição.

Datado de 1867, o óleo sobre tela de 3,90x2,94m retrata o casal Antônio Clemente Pinto e Laura Clementina da Silva, moradores originais do Palácio do Catete – que, a partir de 1887, tornou-se a sede do poder executivo brasileiro e residência oficial da Presidência da República, funções que abrigou até 1961, com a transferência da capital federal para Brasília (DF).

O quadro pertencia desde 1920 ao Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) e encontrava-se desde 1974 sob a guarda do Museu da República, em caráter de comodato, e em exposição permanente no Palácio do Catete. Sua incorporação definitiva ao acervo do Museu da República integra política de regularização de uma série de bens culturais sob a guarda da instituição, que pertence à rede Ibram.

A aquisição da obra, efetuada após avaliação de empresa especializada pelo valor de R$ 450 mil, foi realizada através de dispensa de licitação, conforme a Lei nº 8.666/93, com recursos provenientes do Fundo Nacional de Cultura.

A avaliação do quadro, que lhe concedeu parecer de autenticidade, levou em conta aspectos temáticos, técnicos, estéticos e formais, e incluiu análise comparativa por meio de imagens fotográficas, exame com lentes de aumento, aplicação de luz ultravioleta e consulta bibliográfica e documental.

O autor - Pintor de paisagens, cenas de gênero e retratos, litógrafo e aquarelista, Emil Bauch nasceu em Hamburgo (Alemanha) em 1823 e faleceu no Rio de Janeiro provavelmente na década de 1890.

O retrato dos Barões de Nova Friburgo é considerado um dos mais significativos da retratística brasileira do século XIX, mais especificamente da iconografia da nobreza cafeeira do Vale do Paraíba, com importante influência nos meios políticos e sociais do Rio de Janeiro.

A obra faz parte de um amplo projeto civilizatório e de autoafirmação do fazendeiro e comerciante Antonio Clemente Pinto, verdadeiro self-made man oitocentista de origens simples que acabou tornando-se dono de uma das maiores fortunas da época.

---

Exposição no MNBA traz São Francisco nas telas de pintores italianos

Sao Francisco_MNBA

O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), no Rio de Janeiro (RJ), inaugurou na última terça-feira (6) a exposição “São Francisco na Arte de Mestres Italianos”. Com 20 obras trazidas da Itália e uma de Nova York (EUA), a exposição apresenta ao público brasileiro as alterações e permanências na representação do santo ao longo dos séculos.

Com curadoria de Giovanni Morello e Stefano Papetti, a mostra inclui obras de Perugino, Guido Reni e Tiziano, entre outros, apresentando as fases mais relevantes da representação de São Francisco.

As obras que compõem a exposição pertencem aos acervos de 15 museus de 7 cidades italianas e conta ainda com uma importante obra de Ludovico Cardi (dito Il Cigoli), “St. Francis Contemplating a Skull”, propriedade do colecionador e ator americano Federico Castelluccio.

A mostra também inclui uma sala de realidade virtual que transporta o visitante para a Basílica Superior de Assis (1228), cidade natal do santo na região da Úmbria (Itália). Com o uso de óculos de tecnologia 3D, é possível caminhar por uma das mais importantes  basílicas italianas e conhecer obras-primas do pintor italiano Giotto (1267-1337), artista símbolo dos períodos medieval e pré-renascentista.

Promovida e patrocinada pela Embaixada da Itália, pelo Consulado Geral da Itália no Rio de Janeiro e pelo Instituto Italiano de Cultura do Rio de Janeiro, a exposição pode ser vista até 27 de janeiro de 2019.

Outras exposições

O MNBA inaugurou no dia 30 de outubro outras duas exposições. A mostra “Alma Azulejada – Cosme Martins 40 anos” reúne 12 quadros do artista maranhense que iniciou sua carreira pintando temas figurativos locais. Na década de 80, Cosme Martins mudou-se para o Rio de Janeiro, quando obteve orientação de artistas Rubens Gerchman, Luiz Áquila, Aluísio Carvão, Kate Van Scherpenberg e José Maria Dias da Cruz. Suas telas apresentam texturas em terracota. A exposição fica em cartaz até o dia 2 de dezembro.

Já na exposição “Instantes Múltiplos”, o público pode apreciar as premiadas gravuras de Thereza Miranda incorporadas ao acervo do Museu Nacional de Belas Artes através do Prêmio Marcantonio Vilaça de Artes Plásticas – Funarte/MinC. A mostra traz 67 gravuras e celebra os 90 anos da artista, considerada uma das mais importantes gravadoras brasileiras. Com curadoria de Laura Abreu, a mostra apresenta gravuras feitas em metal e fotogravuras, técnica introduzida no Brasil pela artista. A exposição fica em cartaz até 16 de dezembro.

Saiba mais sobre a programação do MNBA.

 

Agendas

Bestiário Nordestino

O quê: Inédita no país, a mostra de xilogravura reúne imagens que resgatam a história e o imaginário do povo do Nordeste. Entre os artistas em destaques estão José Costa Leite, J. Borges e Abraão Batista, referências nacionais com longa história na xilogravura e que ainda continuam a produzir.
Quando: Até 25/11. Segundas a sextas, das 11h às 19h; sábados e domingos, das 11h às 21h. Entrada franca.
Onde: Galeria Flávio de Carvalho – Complexo Cultural Funarte (Alameda Nothmann, 1058 - Campos Elíseos | São Paulo - SP)
Informações: bestiarionordestino.art.br

---

Irving Penn: centenário

O quê: A retrospectiva em homenagem aos 100 anos de nascimento do fotógrafo norte-americano Irving Penn apresenta mais de 230 fotografias concebidas ao longo de quase 70 anos de carreira, além de cerca de 20 periódicos. Mostra revela outras facetas além do conhecido trabalho do fotógrafo americano com a moda, como retratos de ícones culturais, nus, cliques de viagem e séries conceituais.
Quando: De 21/8 a 18/11. Terça a domingo e feriados (exceto segunda), das 10h às 20h. Quinta, exceto feriados, das 10h às 22h.
Onde: IMS Paulista (Avenida Paulista, 2424 | São Paulo – SP
Informações: (11) 2842-9120 | http://irvingpenn.ims.com.br

---

Mário de Andrade: uma missão de vida ou morte

O quê: A mostra homenageia os 80 anos da Missão de Pesquisas Folclóricas, idealizada por Mário de Andrade, enquanto foi diretor do Departamento de Cultura de São Paulo. A exposição traz documentos da expedição, instrumentos musicais e objetos etnográficos recolhidos pela equipe chefiada por Mário em 1938.
Quando: De 30/8 a 11/11, das 10h às 18h.
Onde: Casa Mário de Andrade (Rua Lopes Chaves, 546 | São Paulo – SP)
Informações: (11) 3666-5803 | www.casamariodeandrade.org.br

 

Cursos e oficinas

Seminário Antropologia e Museus: os desafios do contemporâneo

O quê: Promovido numa parceria entre o Ibram, o ICOM Brasil e o Curso de Museologia da Universidade de Brasília (UnB), o evento destina-se a reunir antropólogos, museólogos e interessados no tema da relação entre Antropologia e Museus, particularmente refletindo sobre novas práticas dos museus etnográficos no contemporâneo e sobre o campo da Antropologia dos Museus, que tangencia os cursos de Antropologia e de Museologia.
Quando: De 7 a 9/12. Inscrições gratuitas via e-mail até 20/11 (ver abaixo).
Onde: Instituto de Ciências Sociais  - Universidade de Brasília (Campus Darcy Ribeiro - Asa Norte | Brasília - DF)
Informações: https://bit.ly/2JRHwyq| pre31rbaantropologiamuseus@gmail.com

---

Seminário Memória, Identidade e Futuro

O quê: O evento promovido pela EBC, que terá como convidados especialistas da área de memória audiovisual, além de representantes da Unesco e do MinC, debaterá a temática da preservação e difusão de acervos audiovisuais na atualidade.
Quando: Dia 13/11, às 19h.
Onde: CCBB Rio de Janeiro (Rua Primeiro de Março, 66 - Centro | Rio de Janeiro - RJ)
Informações: (61) 3799-5229 | cerimonial@ebc.com.br

---

Educar, contar e brincar para resistir: A Ditadura Militar e o direito da criança à Memória e à Verdade

O quê: Promovido pelo Memorial da Resistência de São Paulo em parceria com a Universidade Federal do Estado de São Paulo (Unifesp), o curso de extensão objetiva contribuir com a formação de educadores, por meio de prática lúdico-artísticas e elementos da tradição oral da cultura da infância, para abordar a temática da Ditadura Militar.
Quando: Dias 10, 17 e 24/11; e 1° e 8/12, das 9h30 às 13h30. Inscrições gratuitas (ver site abaixo).
Onde: Memorial da Resistência de São Paulo ( Largo General Osório, 66 - Santa Ifigênia | São Paulo - SP)
Informações: http://bit.do/eAi5C

---

XII Encontro Brasileiro de Palácios, Museus-Casas e Casas Históricas

O quê: Com o tema "Coleções em Destaque", o evento propõe o debate dos processos de transformação dos palácios e casas históricas em museus com foco nos acervos, suas tipologias e os desafios de sua preservação.
Quando: Dias 22 e 23/11. Inscrições gratuitas até 14/11 (site abaixo).
Onde: Palácio dos Bandeirantes e Fundação Ema Klabin (São Paulo - SP) e Palácio Boa Vista (Campos do Jordão - SP)
Informações: http://bit.do/eAiW4

---

I Encontro de Pesquisa em Museus e Museologia da USP

O quê: Promovido pelo Programa de Pós-graduação em Museologia da USP (PPGMus-USP), o evento contará com palestras de professores de diversos cursos de museologia brasileiros e apresentações de trabalhos de estudantes de nível técnico, graduação e pós-graduação, além de visitas técnicas ao Museu de Arte Contemporânea, Museu de Arqueologia e Etnologia, Museu Paulista e Museu de Zoologia, instituições que integram a Universidade de São Paulo.
Quando: De 3 a 6/12. Inscrições até 23/11 (Valor: R$ 30)
Onde: Museu Paulista e Museu de Zoologia da USP (Ipiranga | São Paulo - SP)
Informações: www.facebook.com/epmm.usp | https://bit.ly/2CxubJT

---

Preservação da Memória Institucional - Perspectivas e Interdisciplinaridades

O quê: O seminário reunirá gestores e especialistas do poder legislativo e de diversas instituições públicas brasileiras custodiantes de bens culturais (tais como bibliotecas, arquivos e museus), de forma a abrir canais de discussão técnica e científica sobre a preservação, o acesso e a fruição da memória institucional, em especial, da memória legislativa.
Quando: De 19 a 23/11, das 9h às 17h30.
Onde: Câmara dos Deputados (Palácio do Congresso Nacional - Praça dos Três Poderes | Brasília - DF)
Informações: www.camara.leg.br/eventos-divulgacao/evento?id=57096