Boletim eletrônico Nº 728 - Ano XVI - 29 de março a 5 de abril de 2019

---

Ibram abre seleção para cargos de diretor em três museus

post diretores

Foram publicados no Diário Oficial da União da terça-feira (26) três editais de Chamamento Público para seleção de candidatos para ocupar os cargos comissionados de diretor de três museus Ibram: o Museu Regional São João del-Rei (Edital nº 1/2019), o Museu de Arte Religiosa e Tradicional de Cabo Frio (Edital nº 2/2019) e o Museu da Abolição (Edital nº 3/2019), situados nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Pernambuco, respectivamente.

As seleções para os três cargos serão realizadas mediante critérios técnicos e objetivos de qualificação baseados na análise da documentação para homologação da inscrição, análise de currículo e plano de trabalho de caráter classificatório e entrevista oral.

Podem se candidatar aos cargos servidores públicos ou não, com formação acadêmica em nível superior; experiência comprovada em gestão envolvendo atividades de relacionamento com organizações de governo ou entidades da sociedade em geral; e conhecimento das políticas públicas do setor museológico e da área de atuação dos museus em foco.

As inscrições podem ser feitas até o dia 24 de maio de 2019, através do endereço eletrônico selecao@museus.gov.br, informando no assunto para qual Chamada Pública está concorrendo. Acesse os editais e outros documentos na seção Chamadas Públicas.

---

Alcântara será sede de Encontro de Fotografia e Cinema

encontro de fotografia alcantara

Nos dias 29, 30 e 31 de março, o município de Alcântara (MA) sediará o I Encontro Nacional de Educadorxs e Pesquisadorxs da Fotografia e Cinema. O evento irá promover o debate sobre as abordagens teórico-metodológicas do ensino contemporâneo em fotografia e cinema, assim como dos principais conceitos, noções e categorias que norteiam o pensamento e a prática de professores e artistas dessas linguagens.

Sob a temática A fotografia e o cinema entre as escolas, as instituições de memória, os projetos socioculturais e a universidade: realidades e perspectivas, o Encontro também pretende aferir ao certo o que está realmente sendo feito dentro de sala de aula e nos processos de ensino-aprendizagem. A programação inclui a realização de oficinas, palestras, grupos de trabalho, sessões de filmes e exposições fotográficas.

O evento ocorrerá em diversos locais da cidade de Alcântara. No Museu Casa Histórica de Alcântara ocorrerá a Oficina ARTELab Imaginautas ministrada por GHustavo Távora, que será realizada em três encontros. Na sexta-feira pela manhã, GHustavo apresentará da Metodologia Imaginautas. Ele falará sobre a composição da imagem, dará dicas para uma fotografia criativa e comunicativa, além de mostrar ferramentas básicas das Câmeras dos Smartphones e de edição de fotográfica usando SNAPSEED.

Na sexta-feira à tarde, a oficina tratará sobre comunicação visual e diagramação criativa. Já no encontro de sábado de manhã, os participantes farão a produção do conteúdo de um blog e da produção da Mostra Coletiva de Artes ImaginautasNUPPI, que será apresentada no encerramento do Encontro.

Para participar da oficina, os interessados deverão fazer inscrição prévia pelo site do evento: https://www.doity.com.br/epfc

---

Muban oferece Programa de Formação em comemoração aos seus 70 anos

muban

Como parte das comemorações dos 70 anos de sua criação, o Museu das Bandeiras (Muban/Ibram) oferecerá, em 2019, um Programa de Formação com 12 cursos. O primeiro módulo - Introdução à paleografia e preservação do patrimônio histórico será realizado nos dias 30 e 31 de março.

O curso apresentará de forma teórica e prática a técnica paleográfica, além de difundir conceitos e fomentar o debate sobre a preservação do patrimônio histórico. Serão oferecidas 15 vagas e os participantes receberão um certificado com carga horária de 12 horas/aula.

Este primeiro módulo contará com a palestras e oficinas que serão ministradas pela restauradora Cássia Reis Moura; a arquiteta e especialista em Meio Ambiente, Patrimônio Cultural e Turismo, Edinéa de Oliveira Ângelo; a historiadora Milena Bastos Tavares e a arquivista Tatielle Brito Nepomuceno.

Os cursos do Muban 70 anos - Programa de Formação serão realizados aos fins de semana e pretendem atrair não só profissionais da área, mas estudantes e curiosos que, porventura, interessem-se pelos assuntos tratados em cada módulo. A expectativa é ampliar as ações do museu junto à comunidade e entidades parceiras, em sintonia com demandas locais e debates nacionais.

O Museu das Bandeiras (Muban/Ibram) fica na Cidade de Goiás (GO). Mais informações pelo telefone (62) 3371-1087 ou no e-mail: atendimento.muban@gmail.com

---

MNBA abre a exposição sobre a representação do Carnaval

Tipo de indio circa 1920 DI CAVALCANTI

Em comemoração aos cem anos da criação do bailado de carnaval das crianças pelo maestro Heitor Villa-Lobos, a exposição O carnaval das Crianças e outros carnavais no MNBA, apresenta cerca de 50 obras sobre a representação do carnaval no acervo do Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram), a partir desta sexta-feira (29).

Desenvolvida em conjunto com o Museu Villa-Lobos, a mostra exibe os estudos de figurino elaborados por Di Cavalcanti para o Carnaval das Crianças que integram a coleção de Desenho Brasileiro do MNBA.

A mostra O Carnaval das Crianças tem como fio condutor a atuação do carnaval em diferentes épocas. O primeiro núcleo retrata o Carnaval no Rio de Janeiro, o segundo núcleo apresenta os desenhos feitos por Di Cavalcanti, a convite de Villa-Lobos, para os figurinos do bailado do carnaval das crianças. Por fim, a infância no Brasil no início do século XX.

A exposição conta com trabalhos de artistas como Di Cavalcanti, Tomás Santa Rosa, Tereza Miranda, entre outros, pertencentes ao acervo do MNBA, além de obras da coleção do Museu Villa-Lobos e uma pintura do acervo do colecionador Eduardo Cavalcanti. Ela fica em cartaz até 29 de junho de 2019, na Sala Clarival Valadares, do Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro (RJ).

Imagem: Tipo de índio, circa 1920, Di Cavalcanti / Divulgação: Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram)

---

FDD abre processo seletivo para o financiamento de projetos voltados para o patrimônio cultural brasileiro

Secom PGR

O Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD) abriu, na segunda-feira (25), processo seletivo para a escolha de projetos que visem à reparação de danos ao consumidor, meio ambiente, patrimônio e outros. Nesta primeira fase, o processo seletivo destina-se apenas a entes federais, mas ainda neste semestre, serão convocadas instituições estaduais, municipais e organizações da sociedade civil.

O Fundo é gerido por um Conselho Federal Gestor, composto por representantes do governo federal, Ministério Público Federal e sociedade civil. Os recursos do Fundo são aplicados em projetos de diferentes eixos temáticos: promoção da recuperação, conservação e preservação do meio ambiente; proteção e defesa do consumidor; promoção e defesa da concorrência; patrimônio cultural brasileiro e outros direitos difusos e coletivos.

Até o final de 2019, serão R$ 720 milhões destinados para o financiamento dos projetos. Mais de 80 % desse montante são oriundos de multas aplicadas em ações do Conselho Administrativo de Defesa do Econômica (CADE). Nos anos anteriores, os recursos do Fundo eram contingenciados. No ano passado, foram aplicados apenas R$ 3 milhões.

O período para envio de propostas ficará aberto até o dia 8 de abril. As informações serão disponibilizadas no portal no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Sobre o FDD

O Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD) é um fundo de natureza contábil, vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública. Foi criado em 1988 para gerir os recursos procedentes das multas e condenações judiciais e danos ao consumidor, entre outros.

Esses recursos são utilizados para financiar projetos de órgãos públicos e entidades civis que visem a reparação dos danos causados ao meio ambiente, ao consumidor, a bens e direitos de valor artístico, estético, histórico, turístico, paisagístico, por infração à ordem econômica e a outros interesses difusos e coletivos.

 

Agendas

Bonde da História

O quê: A visita mediada “Mitos e mentiras do Brasil” aborda rituais antropofágicos, tráfico negreiro, Inconfidência Mineira, entre outros momentos marcantes da história do nosso país, colocados sob diferentes versões. Voltada para jovens e adultos, a visita é gratuita. O encontro com os educadores acontece na recepção do museu.
Quando: 31/03, às 14h.
Onde: Museu Histórico Nacional (Praça Mal. Âncora, s/nº - Centro | Rio de Janeiro – RJ)
Informações: mhn.educacao@museus.gov.br | (21) 3299-0324

---

História sem fim: o pensamento revolucionário de Adalice Araújo

O quê: a mostra retrata parte da trajetória da artista e pesquisadora apresentando o seu trabalho crítico jornalístico (iniciado em 1969, no Diário do Paraná, com a coluna Artes Visuais — publicada também em parte dos anos 1970 e 1990 na Gazeta do Povo) por meio de obras de mulheres artistas que estão no acervo do MAC-PR, e sobre as quais Adalice escreveu. Cronologia, fotografias de Adalice, sua atuação como diretora do MAC-PR (entre 1987 e 1988), um compilado de suas críticas em jornais (publicadas entre 1968 e 1994) e informações sobre a elaboração de sua obra máxima, o Dicionário das Artes Plásticas do Paraná, também farão parte da mostra.
Quando: Abertura dia 30/3 até 1/6 de 2019. De segunda a sexta-feira das 9h às 12h e das 13h30 às 18h. Sábados, das 9h às 13h.
Onde: Hall da Secretaria de Estado da Cultura (Rua Ébano Pereira, 240, centro – Curitiba/PR).
Informações: (41) 3321-4739 | 3321-4729

---

A Mulher e o Câncer do Colo do Útero

O quê: promovida em parceria do Museu da República/Ibram com o Museu da Vida, da Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz e o Instituto Nacional de Câncer – INCA, a exposição conta com 20 painéis ilustrados e traz informações para que a população conheça melhor a doença e suas formas de enfrentamento ao longo da história até os dias de hoje. A exposição também é sensível às questões que a doença levanta em relação à sexualidade da mulher e aos obstáculos para a realização do preventivo, que, além da dificuldade de acesso aos serviços de saúde, envolvem desinformação, vergonha e medo, e aborda a transformação da medicina em termos de diagnóstico, prevenção e cura da doença.
Quando: até 25/6/2019. Todos os dias, das 8h às 17h30.
Onde: Jardim Histórico do Museu da República (Rua do Catete, 153 – Rio de Janeiro/RJ).
Informações: (21) 2127-0324

 

Cursos e oficinas

Resgate de Acervos Gráficos em Sinistros com Água

O quê: tem como objetivo transmitir aos participantes noções básicas sobre resgate de acervos gráficos que sofreram sinistro por água. Público alvo: conservadores-restauradores, gestores de acervos, bibliotecários, arquivistas, museólogos, estudantes e interessados no geral.
Quando: 15 a 17/04. Das 19h às 22h.
Onde: sala da ABTG, dentro da Escola Senai Theobaldo de Nigris (Rua Bresser, 2315 - Mooca, São Paulo/SP)
Informações: curso.aber@gmail.com   

---

Identificação Técnica Das Obras De Arte

O quê: ministrado pelo professor Gustavo Perino, tem como objetivo fornecer informações técnicas de identificação de obras de arte, listar os procedimentos e estudos possíveis para a determinação da autoria das peças de arte e apresentar o impacto das novas tecnologias e o relacionamento interdisciplinar na pesquisa. Tem como público alvo peritos de outras disciplinas, amadores de arte, colecionadores, funcionários públicos de instituições que protegem o patrimônio cultural, comerciantes, seguradores, gestores de arte, arquitetos, museólogos, restauradores e conservadores de obras de arte.
Quando: 12 e 13 de ABRIL 2019. Das 09hs às 18hs.
Onde: Rua Conselheiro Saraiva, 28 / 1001- Centro – Rio de Janeiro/RJ
Informações: (21) 3580-9294 | Whatsapp: (21) 99661-3235 | www.ipjud.com

---

Materiais inteligentes de embalagem e expositores como ferramenta para a conservação preventiva do patrimônio cultural

O quê: ministrada por Antonio Mirabile e Piero Baglione, a palestra está sendo organizada pelo Consórcio APACHE, projeto financiado pela União Europeia, que tem por objetivo desenvolver uma combinação de novos materiais de embalagem, com base em modelagem de materiais e tecnologias de sensores sem fio (WST) que fornecem sistemas inteligentes, de baixo custo e fáceis de implantar para o armazenamento e exposição de bens culturais. Promoverá uma visão geral de todo o programa, concebido em torno de três orientações principais de pesquisa: modelagem, novos materiais e estratégia de difusão. Público alvo: especialistas das áreas de preservação e exposição de bens culturais (conservadores, restauradores, documentalistas, museólogos, museógrafos, arquitetos, estudantes e pesquisadores).
Quando: 2 de abril de 2019. Formulário eletrônico aqui.
Onde: MAC USP Ibirapuera (Av. Pedro Álvares Cabral, 1301 - São Paulo/SP).
Informações: (11) 2648 0983 / 2648 0264 rejaneelias@usp.br / alavezzo@usp.br