Boletim eletrônico Nº 736 - Ano XVI - 24 a 31 de maio de 2019

---

Ibram promove seminário internacional sobre Gestão de Riscos de Incêndio para o Patrimônio Cultural

Banner-218X218 por_ing

Programado para o período de 26 a 28 de junho, o Seminário Internacional ‘Patrimônio em chamas: quem é o próximo? – Gestão de riscos de incêndio para o Patrimônio Cultural’ tratará sobre o uso de novas tecnologias de segurança contra incêndios em organizações de patrimônio e sobre o papel dos tomadores de decisão em estimular uma cultura de prevenção.

A proposta do Seminário é promover uma análise sobre as estatísticas de incêndios e suas implicações para a tomada de decisões eficazes, experiências de diferentes países e contextos na gestão de riscos de incêndio e medidas avançadas de segurança contra incêndios para aplicação no patrimônio cultural.

O Seminário Internacional ‘Patrimônio em chamas: quem é o próximo?’ é organizado pelo Ibram, ICOM Brasil, ICCROM, em parceria com o British Council, Museu Nacional e o Iphan, e será realizado no Museu Histórico Nacional/Ibram, no Rio de Janeiro (RJ).

Entre as atividades do Seminário, está prevista uma visita ao Museu Nacional para que os participantes vejam as ações em curso para a reconstrução do Museu, e um fórum especializado para apresentar recomendações significativas sobre a redução do risco de incêndio no patrimônio cultural.

O evento é voltado para gestores da área de patrimônio, agências nacionais de proteção contra incêndios, diretores de museus, profissionais de museus, educadores de museus e patrimônio etc. Interessados em participar do evento podem fazer suas inscrições no site do Ibram. Mais informações: seminario@museus.gov.br

---

Obras de restauração e ampliação do Museu Victor Meirelles serão entregues no sábado (25)

obras museu Victor Meirelles

Após três anos, o Museu Victor Meirelles (MVM/Ibram) receberá, neste sábado (25), o prédio que abriga a sua sede histórica. A casa onde o artista nasceu passou por obras de restauração e ampliação realizadas com os recursos do PAC Cidades Históricas, do Governo Federal.

Executado com um investimento de R$ 4,82 milhões, o projeto integrou os dois edifícios – o antigo sobrado luso-brasileiro, do final do século XVIII, que abriga o Museu Victor Meirelles desde 1952, e o edifício adjacente, da década de 60, cedido pelo governo do Estado de Santa Catarina, ampliando a área do MVM de 400,00 m² para 740,00 m².

O Museu recebeu um elevador que atenderá simultaneamente os dois edifícios, configurando-se como forte elemento de ligação entre as diferentes arquiteturas. O ambiente interno agora dispõe de um auditório, uma grande ala de exposições temporárias, além de salas para oficinas de arte diversas. Foi incluído um espaço de convivência social, que servirá para contribuir com a manutenção e sustentabilidade do museu.

Além disso, o MVM passou por melhorias gerais, como climatização, nova iluminação, implantação de condições de acessibilidade e segurança. Durante as obras, que contaram com participação da Prefeitura Municipal e do Governo de Santa Catarina, o Museu Victor Meirelles permitiu ao público conhecer mais sobre a restauração e também sobre o trabalho de arqueologia conduzido no local.

A cerimônia que será promovida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) contará com a presença do ministro da Cidadania, Osmar Terra, do diretor do Departamento de Projetos Especiais do Iphan, Robson de Almeida, da superintendente do Iphan-SC, Liliane Nizzola, do presidente do Ibram, Paulo Amaral, e da diretora do Museu Victor Meirelles, Lourdes Rossetto, entre outras autoridades locais.

Desde o início das obras, o Museu está funcionando em uma sede provisória e com a entrega do prédio histórico, o MVM iniciará a as etapas de aquisição de mobiliário, projetos complementares e de transferência do acervo, com transferência definitiva das suas atividades para o segundo semestre de 2019.

No momento, o Museu está com a exposição “A Casa da Porta Verde”, com concepção e curadoria realizada de forma coletiva pelos servidores do museu, que será a última realizada na sede provisória (Rua Rafael Bandeira, nº 41, no Centro – Florianópolis/SC). Na semana passada, o museu disponibilizou todo o seu acervo museológico numa plataforma online, possibilitando o acesso a 235 obras do Museu pela internet. Saiba mais.

---

Casa dos Ottoni lança site institucional e disponibiliza acervo online

Site MRCO

O Museu Regional Casa dos Ottoni (MRCO/Ibram) lançou, na terça-feira (21), o seu site institucional, onde também disponibiliza seu acervo online através da plataforma Tainacan.

Ao todo, são 462 objetos disponíveis para consulta online, entre imagens sacra, mobiliário, utensílios de cozinha, equipamento para extração de minério, pinturas, coleção numismática e documentação pertencente à família Ottoni, além de objetos culturalmente representativos de costumes do estado de Minas Gerais e da manufatura do queijo artesanal que é a tônica da região do Serro, na qual o Museu está edificado.

O Museu Casa dos Ottoni possui um banco de dados de fotografias que vem sendo alimentado desde 2010 e esse arquivo serviu de base para utilização das imagens dos objetos inseridos na plataforma.

Para o diretor do museu, Carlos Alberto Silva Xavier, a ferramenta fomentará e consolidará a imagem da instituição por meio da divulgação contínua de seu acervo, possibilitando a pesquisa promovendo um maior conhecimento da instituição, além de facilitar o monitoramento continuado dos objetos do acervo do MRCO.

O Museu Regional Casa dos Ottoni ocupa uma construção do século XVIII. Sua origem histórica está ligada aos Ottoni, descendentes de um ramo da família do bandeirante paulista Fernão Dias Paes Leme. Criado em 1949, o museu abriga acervo formado, principalmente, por imagens de arte católica (como as imagens de roca que saíam na Procissão de Cinzas e as que pertenceram à demolida igreja de Nossa Senhora da Purificação).

Exposição Acender do Barro

Também na terça-feira (21), o Museu Regional Casa dos Ottoni inaugurou a exposição fotográfica “Acender do Barro – uma homenagem a Valdete Fernandes”, por Lori Figueiró. Composta de 15 fotografias e de várias bonecas e flores em cerâmica, a exposição fotográfica em homenagem à ceramista Valdete Gomes Fernandes Silva, de Cachoeira do Fanado, Minas Novas, Vale do Jequitinhonha.

Fotógrafo e vídeo-documentarista, Lori Figueiró realiza, desde 1995, ensaios fotográficos sobre o cerrado, sua biodiversidade, seus aspectos geográficos e humanos. Em 2009, iniciou o trabalho de vídeos-documentários sobre a vida no Vale do Jequitinhonha.

Coincidentemente à concepção do projeto “Acender do barro”, foi aprovado pelo Conselho Estadual de Patrimônio Cultural (Conep) o reconhecimento do artesanato em barro do Vale do Jequitinhonha como patrimônio cultural de natureza imaterial do estado. A mostra homenageará também a comunidade do Jacu, distrito da Cidade de Serro, comunidade reconhecida pelo belo trabalho realizado com a cerâmica.

Ainda sob a ótica do tema da 17ª Semana Nacional de Museus: “Museus como Núcleos Culturais: O Futuro das Tradições”, na abertura da exposição haverá o lançamento do livro homônimo e uma roda de conversa com ceramistas da comunidade Jacú, distrito do Serro. A Chefe do Escritório Técnico em Serro/MG – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan, Larissa Faloni Ferreira, também participou da conversa sobre o reconhecimento da cerâmica como Patrimônio Imaterial no estado de Minas Gerais.

---

Representantes do Sistema Estadual de Museus de Minas Gerais recebem treinamento para o Registro de Museus

treinamento SEMMG

Nos dias 16 e 17 de maio, as representantes do Sistema Estadual de Museus de Minas Gerais (SEMMG), Pollyana Lacerda e Ana Clara Antunes, vieram ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), em Brasília, para receber treinamento no uso da plataforma Museusbr e operação do Registro de Museus.

O treinamento foi uma solicitação do SEMMG após participação do Ibram na programação do 11º Encontro Estadual de Museus de Minas Gerais, realizado em maio de 2018. O Encontro aconteceu como uma ação do Projeto de Consolidação do Sistema Estadual de Museus de Minas Gerais, contemplado no edital de Implantação e Fortalecimento de Sistemas de Museus, publicado pelo Ibram em 2016.

Durante o treinamento, a equipe elaborou plano de trabalho que já está em análise jurídica pela Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, além de preparar outros documentos necessários à celebração de acordo entre o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e o Estado para que se torne entidade registradora local. A perspectiva é que o Termo de Reciprocidade seja assinado ainda esse ano, viabilizando a operação do Registro pelo Estado.

FVA 2018

A aplicação do Formulário de Visitação Anual – 2018 encerrou no último dia 20 de maio e recebeu mais de 1.400 respostas. A Coordenação de Produção e Análise da Informação do Ibram está realizando a tabulação dos dados, cujos resultados têm divulgação prevista para junho.

---

MNBA inaugura exposição que mostra bastidores da criação artística

Trabalho Modelo em repouso , circa 1890, Henrique Bernardelli

O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram) inaugurou na terça-feira (21), a exposição “Trabalho de artista: imagem e autoimagem (1826-1929)”, que reúne obras do acervo do Museu e de outras coleções públicas e privadas.

São desenhos, gravuras, pinturas e esculturas de artistas consagrados como Eliseu Visconti, Rodolfo Bernardelli, Almeida Junior, Arthur Timóteo da Costa, Helios Seelinger, entre outros, num total de 75 obras de arte.

Organizada em torno de quatro eixos temáticos: As personas do artista; Alegorias do ofício; O ateliê como motivo; e O artista e a modelo, a exposição traz autorretratos e cenas de ateliê exibindo as imagens que os artistas apresentaram de si e de seu lugar de trabalho.

A mostra é resultado da parceria do MNBA com a Pinacoteca de São Paulo, onde foi apresentada em sua primeira versão, e conta com a curadoria de Fernanda Pitta, do Núcleo de Curadoria e Pesquisa, da Pinacoteca de São Paulo; Laura Abreu, do Museu Nacional de Belas Artes/Ibram; e Ana M. T. Cavalcanti, da Escola de Belas Artes – UFRJ.

A exposição “Trabalho de artista: imagem e autoimagem (1826-1929)” permanece em cartaz no MNBA até 28 de julho. O Museu Nacional de Belas Artes fica na Avenida Rio Branco, 199, no Centro do Rio de Janeiro (RJ) e está aberto ao público de terça a sexta-feira das 10 às 18hs; e aos sábados, domingos e feriados, das 13 às 18 horas. Saiba mais.

Imagem: A obra “Modelo em repouso” (circa 1890, de Henrique Bernardelli) faz parte da mostra “Trabalho de artista: imagem e autoimagem (1826-1929)”, em cartaz no MNBA.

---

Inscrições para o Prêmio Ibermuseus de Educação estão abertas

Capa Ibermuseus Premio Educacao Lancamento01

Instituições museais ibero-americanas interessadas em participar da 10ª edição do Prêmio Ibermuseus de Educação, já podem fazer suas inscrições desde o último sábado, 18 de maio. Museus e instituições culturais, educacionais e afins dos 22 países da Comunidade Ibero-americana podem se candidatar.

A iniciativa, que reconhece e promove a realização de projetos educacionais em seus espaços e fora de seus muros, é realizada desde 2010, e visa identificar, destacar, apoiar e fortalecer a função educativa dos museus, com ênfase na diversidade e pluralidade das práticas museais ibero-americanas.

Nas nove edições anteriores, 69 projetos de 13 países receberam prêmios, e outros 145 foram reconhecidos com menção honrosa. Este ano, o Programa Ibermuseus distribuirá US$ 75.000 em oito prêmios nas seguintes categorias:

Categoria I: reconhece projetos já concluídos ou em fase de execução.
Categoria II: apoia a realização de novos projetos.

Em ambas as categorias, a pesquisa e a valorização do patrimônio por meio da educação serão valorizadas, especialmente aquelas que contribuem para uma sociedade mais justa, aberta, democrática e inclusiva, com foco na equidade de gênero, diversidade cultural e os direitos humanos.
As inscrições podem ser feitas até dia 18 de junho de 2019 através da plataforma convocatorias.ibermuseus.org. Verifique o regulamento completo e esclareça suas dúvidas acessando o Guia da Convocatória no Portal Ibermuseus ou entrando em contato através do e-mail convocatorias@ibermuseus.org.

Resultado e prêmios

O resultado será divulgado até 31 de dezembro de 2019. O primeiro lugar na Categoria I receberá US$ 15 mil, o segundo, US$ 7 mil e o terceiro, US$ 3 mil. Os cinco vencedores da Categoria II receberão US$ 10 mil cada. Além disso, 17 projetos receberão menção honrosa na Categoria I.

 

Agendas

Conexão Urbana

O quê: O Museu Judaico de São Paulo vai selecionar um artista para executar um grafite para o seu hall de acolhimento. Conectar as histórias dos judeus no Brasil com a paisagem urbana de São Paulo e celebrar esse encontro de culturas é a missão do Museu.
Quando: Currículo, portfólio e estudo preliminar deverão ser enviados até o dia 24 de junho.
Onde: Museu Judaico de São Paulo
Informações: http://novo.museujudaicosp.org.br/

---

Abertura da Exposição Curricular "Museu Nacional: O Museu que vive em nós"

O quê: Realizada por estudantes de Museologia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio, a mostra é dedicada à trajetória do Museu Nacional, abordando aspectos históricos do Museu Nacional, sua importância na produção e divulgação científica brasileira, além de ressaltar a relação com o imaginário coletivo e suas importantes lutas enquanto instituição museológica. Na cerimônia de abertura, será realizada uma mesa redonda.
Quando: 29 de maio de 2019, às 14h.
Onde: Auditório Tércio Pacitti/ CCET (IBIO). Av. Pasteur, 458, Urca, Rio de Janeiro-RJ.
Informações: https://www.facebook.com/events/401743180419477/

---

Exposição fotográfica “Canudos: Cultura em Movimento”

O quê: No primeiro módulo, a mostra reúne imagens do acervo de Flávio de Barros - único registro fotográfico de um dos mais importantes acontecimentos da história do Brasil – feitas nas últimas semanas do conflito armado em 1897 que envolveu o Exército Brasileiro e membros da comunidade liderada por Antônio Conselheiro, em Canudos, no interior do estado da Bahia. No segundo módulo, imagens contemporâneas de Canudos por Antônio Olavo, Evandro Teixeira e Lequinho.
Quando: até 31 de maio
Onde: Museu Tempostal - Rua Gregório de Mattos, 33, Pelourinho, Salvador/BA.
Informações: (71) 3117-6383.

---

Exposição “Comodato Landmann - Têxteis pré-colombianos”

O quê: A mostra expõe, e, tecidos, mais de 2000 anos da América antes de Colombo. Trabalhados por mulheres andinas, têxteis do Comodato MASP Landmann expressam concepções elaboradas sobre o tempo e o espaço, a criação do mundo, o cosmo e a morte.
Quando: 14 de junho a 28 de julho
Onde: MASP – 2º subsolo (Avenida Paulista, 1578 – São Paulo)
Informações: (11) 3149-5959

---

A Seção Áurea: da Matemática às Artes

O quê: Exposição de Walter Miranda (Artista plástico) e coordenação de Gildo Magalhães dos Santos, quando o expositor falará sobre a Relação Áurea. Usada desde a Antiguidade e matematicamente demonstrada por Fibonacci em sua famosa Sequência, ela tem sido usada em muitas obras de arte arquitetônicas e pictóricas. Leonardo Da Vinci a utilizou, por exemplo, em Mona Lisa e Homem Vitruviano.
Quando: 29 de maio, de 11h às 13h
Onde: Local Sala Alfredo Bosi (IEA) - Rua Praça do Relógio, 109, térreo, Cidade Universitária, São Paulo. Transmissão ao vivo em iea.usp.br/aovivo
Informações: clauregi@usp.br

 

Cursos e oficinas

Encontros internacionais sobre arte no MNBA

O quê: X Seminário do Museu D. João VI e VI Colóquio Internacional Coleções de Arte em Portugal e Brasil nos séculos XIX e XX. O X Seminário do Museu D. João VI se volta para a questão da representação do artista, tendo, como ponto de partida, a exposição do seu trabalho: imagem e autoimagem (1826-1929). O VI Colóquio Internacional Coleções de Arte em Portugal e Brasil nos séculos XIX e XX abordará o colecionamento de artistas, dando continuidade, por outro viés, à discussão do artista em representação.
Quando: 27 a 31 de maio – as inscrições já estão abertas
Onde: Museu Nacional de Belas Artes - Avenida Rio Branco, 199 – Centro, Rio de Janeiro.
Informações: https://joaosextoseminario2019colecoesdearte.wordpress.com/

---

3ª Semana Nacional de Arquivos

O quê: Quatro eventos irão discutir os seguintes temas: Arquivística fundamentos e formação profissional, Acessibilidade em documentos de arquivo, Gestão documental e Acesso à informação, Transparência e memória. Durante a Semana, arquivos e centros de memória e documentação de todo país serão abertos para a cultura e divulgação dos trabalhos desenvolvidos, com o objetivo de ampliar a visibilidade destas instituições e sua inserção na sociedade.
Quando: 03 e 07 de junho
Onde: São Paulo
Informações: www.arquivoestado.sp.gov.br/semana_nacional_arquivos

---

Primeiros socorros ao patrimônio cultural em tempos de crise (FAC 2019)

O quê:First aid to cultural heritage in times of crisis (FAC 2019) é uma atividade de capacitação para profissionais das áreas de gestão de riscos, defesa civil, assistência humanitária e patrimônio cultural, com foco no desenvolvimento de capacidades para a proteção do patrimônio cultural em contextos de crise. A metodologia do curso promove a interlocução entre ações de assistência humanitária e de resgate do patrimônio em risco, e pode ser aplicada a múltiplos contextos, sejam de conflito ou desastres, permitindo a geração de uma cultura de preparo e de contínua cooperação para ampliar a capacidade de gestão de riscos.
Quando:  inscrições até 31 de maio. O Curso será realizado entre 11 de novembro e 05 de dezembro de 2019, com dois meses de mentoria prévia à distância (agosto-setembro 2019)
Onde: Roma, Itália
Informações: https://www.iccrom.org/courses/first-aid-cultural-heritage-times-crisis-fac-2019