Boletim eletrônico Nº 741 - Ano XVI - 28 de junho a 5 de julho de 2019

---

Seminário sobre Gestão de Riscos de Incêndio reúne cerca de 500 participantes no Rio de Janeiro

Banner-218X218 por_ing

De 26 a 28 de junho, o Seminário Internacional ‘Patrimônio em chamas: quem é o próximo? – Gestão de riscos de incêndio para o Patrimônio Cultural’ reuniu cerca de 500 participantes no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro. O Seminário contou com a participação de 9 especialistas brasileiros e 8 estrangeiros que apontaram questões prementes sobre a gestão de risco de incêndio para o patrimônio cultural, destacando o papel dos tomadores de decisão na prevenção de incêndios.

Na abertura do Seminário, o presidente do Ibram, Paulo Amaral, falou sobre a necessidade da difusão dos ensinamentos produzidos no evento e destacou a importância da manutenção preventiva dos prédios que abrigam o patrimônio cultural do país. O presidente do Ibram concluiu dizendo esperar que o principal produto do Seminário seja que a cultura de proteção ao patrimônio cultural reverbere por toda a sociedade.

Naquela manhã, o público conheceu algumas estatísticas de incêndios ao patrimônio e a legislação sobre segurança contra incêndios, além de normas e procedimentos do Corpo de Bombeiros para bens patrimoniais. Já no período da tarde, os palestrantes falaram sobre recursos de segurança contra incêndio, novas tecnologias e sobre o custo-benefício para medidas de redução de riscos.

Na palestra “Requisitos para recuperação de dados e gestão de coleções após incêndios”, Gabriel Bevilacqua destacou a importância do trabalho de documentação e inventário das coleções e citou ações preventivas para a salvaguarda das informações do acervo, além da disponibilização dos acervos na internet.

Na quinta-feira (27) pela manhã, os participantes se dividiram em visitas técnicas ao Museu da Imagem e do Som, Museu Naval, Museu Histórico Nacional, Centro Cultural do Banco do Brasil, Museu de Arte do Rio e Museu Nacional, e no período da tarde, a vice-diretora do Museu Nacional, Cristiana Serejo apresentou as ações de recuperação do museu. Ela falou sobre o processo de resgate do que foi atingido no incêndio e sobre as atividades que vêm sendo desenvolvidas pela instituição. No painel ‘Lições aprendidas de incêndios anteriores’, o público conheceu os casos de incêndios em instituições da Escócia, Suécia e de Pirenópolis (GO) e as ações para o resgate desses patrimônios.

No final do dia, as palestras trataram sobre a construção de uma cultura de mitigação de risco de incêndios e a coordenadora de Preservação e Segurança do Ibram, Taís Valente, mostrou aos presentes o Plano de Gestão de Riscos ao Patrimônio Musealizado Brasileiro. No terceiro e último dia do evento, aconteceu o Fórum de especialistas, reunindo apenas convidados, que se dividiram em grupos de trabalho para o desenvolvimento e a consolidação de recomendações.

Organizado pelo Ibram, ICOM Brasil, ICCROM, em parceria com o British Council, Museu Nacional e o Iphan, o Seminário Internacional ‘Patrimônio em chamas: quem é o próximo?’ foi transmitido online pelo do canal Museusbr no YouTube e pode ser assistido na íntegra através do endereço: https://www.youtube.com/watch?v=ggTHaHmxAHc

---

Ibram abre seleção para o cargo de diretor do Museu Casa da Hera

post diretores

Foi publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (24), o chamamento público destinado à seleção de candidato para ocupar o cargo comissionado de diretor do Museu Casa da Hera/Ibram.

A seleção será realizada mediante critérios técnicos e objetivos de qualificação baseados em análise de currículo, declaração de interesse descrevendo, de maneira objetiva, as razões que motivaram o candidato a ocupar o cargo de diretor do Museu, assim como a elaboração de um plano de trabalho para um período de 4 (quatro) anos, detalhando as ações que o candidato pretende implantar frente à unidade museológica.

Podem se candidatar ao cargo, servidores públicos ou não, com formação acadêmica em nível superior; experiência comprovada em gestão envolvendo atividades de relacionamento com organizações de governo ou entidades da sociedade em geral; e conhecimento das políticas públicas do setor museológico e da área de atuação do Museu.

Para realizar a inscrição, o candidato deverá encaminhar até o dia 22 de agosto de 2019 os documentos previstos no edital para o e-mail selecao@museus.gov.br, informando no assunto “Museu Casa da Hera – Vassouras/RJ”.

---

Museu Lasar Segall inaugura neste sábado três novas exposições

Lasar3-187x300

O Museu Lasar Segall, em São Paulo (SP), inaugura neste sábado (29), a partir das 15h, sua nova exposição de longa duração, Lasar Segall: o eterno caminhante, além de duas exposições temporárias de artistas contemporâneos: Alex Cerveny: Palimpsesto e Intervenções: Maurício Ianês. A abertura conjunta oferecerá ao público visitas guiadas pelo historiador de arte e curador Giancarlo Hannud, diretor do museu, e pelo artista visual Alex Cerveny. Todas as atividades terão entrada gratuita.

Para a mostra Lasar Segall: o eterno caminhante, nova exposição de longa duração do Museu Lasar Segall, foram selecionadas 110 obras – que incluem óleos sobre tela, desenhos, esculturas, gravuras e guaches – entre as mais de 3,5 mil que integram o acervo do museu.

A seleção faz um recorte da obra, vida e tempo do artista lituano naturalizado brasileiro Lasar Segall (1889-1957), permitindo uma visão panorâmica de sua produção em toda sua variedade técnica e temática, bem como de sua biografia. Nos trabalhos exibidos, será possível testemunhar o engajamento do artista com certas temáticas, bem como sua identificação com os emigrantes que, assim como ele, atravessaram o Atlântico em busca de melhores condições de vida na primeira metade do século XX.

A exposição Alex Cerveny: Palimpsesto apresentará um panorama do trabalho gráfico do desenhista, gravador, escultor, ilustrador e pintor atuante desde os anos 1980. No conjunto de 44 gravuras e 16 matrizes que será apresentado, o público terá a chance de ver as inúmeras possibilidades da gravura como meio artístico. Provas de impressão e de estado serão apresentadas junto a tiragens numeradas, revelando os diferentes momentos do processo da gravura.

Pelo projeto Intervenções, que o Museu Lasar Segall promove desde 2010 com o objetivo de apresentar instalações/intervenções de artistas contemporâneos em seu jardim interno, Maurício Ianês apresenta a obra inédita Trânsitos. O artista construiu uma sucá, espécie de cabana que na tradição judaica é montada durante a festa de Sucot, que relembra os 40 anos de êxodo dos judeus no deserto após a saída do Egito. Dentro da cabana, elaborada com tecidos africanos, latino-americanos e talitót, serão apresentados depoimentos sobre o drama da imigração, um dos principais temas da obra de Lasar Segall.

Facebook – O Museu Lasar Segall agora possui página oficial no Facebook. Acompanhe as novidades do museu em www.facebook.com/MuseuLasarSegall.

Imagem: Menino com lagartixas (Lasar Segall, 1924, óleo sobre tela, 98 x 61 cm)

---

Exposição e livro marcam 40 anos do projeto Portinari, no MNBA

"A Primeira Missa no Brasil" (1948), de Candido Portinari

Criado para preservar e difundir a obra de um dos grandes nomes da nossa pintura, o projeto Portinari completa 40 anos, que serão comemorados com lançamento de livro de poesias e exposição de um dos maiores artistas brasileiros,  no próximo dia 25 de junho, terça, às 18h,  no Museu Nacional de Belas Artes/Ibram.

O evento é promovido pela Funarte, órgão do Ministério da Cidadania.

Tida como a segunda casa de Portinari (Brodowski, 1903 – Rio de Janeiro, 1962), a Escola Nacional de Belas Artes assistiu, desde os seus 15 anos de idade,  o aperfeiçoamento do artista, no local em que hoje abriga o Museu Nacional de Belas Artes.

Num lançamento da Funarte, o livro Poemas de Portinari, em nova edição ilustrada,  testemunha os últimos anos do artista,  que passou a escrever poesia, sem a pretensão de publicar. Foi por insistência do amigo e escritor Antonio Callado, que Candido Portinari decidiu aprovar a edição de uma seleção, que saiu em 1964, dois anos após a morte do autor, pela José Olympio Editora.

Se a primeira edição saiu “sem ilustrações”, conforme decretara Candinho, que não queria se aproveitar da boa fama de pintor para vender o livro, a reedição da Funarte, porém, tem novidades. Exibe uma vasta pesquisa  empreendida pelo Projeto Portinari para encontrar as pinturas mais apropriadas para ilustrar os poemas.

Em paralelo ao lançamento da publicação, que agora conta com nova apresentação do presidente da Academia Brasileira de Letras,  Marco Lucchesi, o MNBA abre uma exposição com obras de Portinari que pertencem a seu acervo, além de fotografias e outras relíquias sob a guarda do Projeto Portinari.  Dentre os destaques da exibição, o monumental quadro “A Primeira Missa no Brasil”, pintado em 1948, quando Portinari estava no exilio, no Uruguai.

Leia mais aqui.

---

Fundo Ibermuseus para o Patrimônio Museológico 2019 está aberto a solicitações

banner-fundo-ibermuseus-patrimonio-museologico

Foi aberto na terça-feira ( 25), o Fundo Ibermuseus para o Patrimônio Museológico 2019, para apoio à proteção e valorização do patrimônio cultural da Ibero-América.

Em 2019, os recursos do Fundo serão distribuídos em duas categorias: a primeira, destinada a ações preventivas, contemplará projetos de diagnóstico e planos de intervenção; e a segunda apoiará ações de assistência técnica e intervenção pontual em situações de emergência.

Um total de US$ 30 mil dólares será  alocado para atender às demandas imediatas dos museus, sendo US$ 18 mil para ações preventivas (categoria I) e US$ 12 mil para solicitações emergenciais (categoria II). O prazo para a apresentação de solicitações na categoria I (ações preventivas) é de 25 de junho a 22 de julho de 2019. Na categoria II (situações de emergência), o período é de 25 de junho a 1° de dezembro de 2019.

Fundo Ibermuseus

Desde 2015, é disponibilizado o Fundo Ibermuseus para o Patrimônio Museológico com a finalidade de apoiar ações de assistência ao patrimônio afetado por inundações, terremotos, incêndios, guerras, ações humanas e outras situações calamitosas que representam dano ou perigo iminente a esses bens, bem como para adoção de medidas de conservação preventiva e gestão de riscos para evitar ou minimizar danos ao patrimônio.

Em maio de 2016, o Museu das Missões/Ibram recebeu do Fundo o aporte de US$ 5 mil para recuperação do seu acervo e dos danos a instalações físicas, em decorrência do tornado que atingiu a região no fim de abril do mesmo ano.

Categorias

Poderão solicitar a utilização do Fundo instituições museológicas, públicas ou mistas, dos países da Comunidade Ibero-Americana que possuam coleções e acervos museológicos sob sua proteção. As instituições, em função das necessidades e objetivos, podem ser aplicadas em duas categorias:

Categoria I - Patrimônio museológico em risco: ações preventivas
a) diagnósticos: ações para identificação de riscos, desenvolvimento de planos de gestão de riscos, modelos de gestão de conservação preventiva e capacitação em qualquer dessas áreas;
b) Planos de intervenção: ações para tratar os riscos. O plano deve ser elaborado a partir da  identificação do risco ou problema, indicando a parte da coleção que está afetada, o impacto negativo em termos de perda de valor cultural, proposta de mitigação e meios de verificação.

Categoria II: Patrimônio museológico em situação de emergência
a) Assistência técnica: consultorias, relatórios de situação, diagnósticos, capacitação e afins sobre a proteção e salvaguarda de coleções museológicas em situação de emergência após um evento catastrófico;
b) Intervenção pontual: reorganização, recuperação de peças ou espaços afetados por uma emergência devido a um evento catastrófico.

As solicitações de apoio ao Fundo devem ser realizadas por meio da plataforma online de convocatórias do Ibermuseus.

 

Agendas

Saberes e fazeres indígenas

O quê: Como resposta ao esforço empreendido por comunidades indígenas de todo o país, o Museu  Índia Vanuíre estende para além de 19 de abril a celebração do Dia do Índio. Em julho, o convidado será um Krenak da T.I. Vanuíre. Ele estará disponível para um dia de diálogo com os visitantes sobre como vivem os índios Krenak da T.I. Vanuíre.
Quando: Dia 05/07, das 9h às 16h
Onde:  Museu H. P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, 521 - Tupã/SP)
Informações: (14) 3491-2333

---

Exposição 'Vozes da África'

O quê: O projeto 'Museu Convida' traz ao Edifício Sede do Ministério da Economia no Estado do Rio de Janeiro a exposição gratuita “Vozes da África”, de Chris Acyoli. Com esculturas que retratam personalidades do continente africano e elementos culturais, religiosos e ambientais, o artista procura mostrar a diversidade do local, ao mesmo tempo em que traça paralelos com o Brasil. O projeto 'Museu Convida' é uma iniciativa do Museu da Fazenda Federal que busca proporcionar experiências de aproximação com a arte e cultura para a população local.
Quando: Até 17 de julho, das 9h às 16h30.
Onde: Edifício Sede do Ministério da Economia no Estado do Rio de Janeiro (também conhecido como Palácio da Fazenda - Av. Pres. Antônio Carlos, 375 - Centro | Rio de Janeiro – RJ)
Informações: (21) 3805-2003 / museu.rj.samf@fazenda.gov.br / http://www.fazenda.gov.br/museus/museu-da-fazenda-nacional

---

Circuito museus de botafogo + concerto

O quê: O Museu Villa-Lobos e o Museu Casa de Rui Barbosa realizam visitação guiada. No Museu Villa-Lobos, os participantes conhecem o espaço expositivo e assistem a um concerto didático com obras de Villa-Lobos. Já no Museu Casa de Rui Barbosa, os visitantes têm a oportunidade de conhecer o jardim histórico e a sala de música onde se apresentou Catulo da Paixão Cearense, parceiro de Villa-Lobos. Para reservar as visitas, é preciso entrar em contato por meio do número (21) 97133 1822.  Para assistir ao concerto, o valor é R$ 1 (um real).
Quando: Dia 17 de julho às 12h
Onde: Rua Sorocaba 200, Botafogo, Rio de Janeiro (RJ)
Informações: https://www.facebook.com/villalobosmuseum/

---

Em Debate: Conservação e Preservação no Brasil

O quê: O Fórum Permanente em parceria com o Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo - IEA/USP, o ICOM Brasil, e o Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo promovem o encontro “Boas práticas, tendências e tecnologia contra incêndios para o patrimônio cultural”, com Christopher Marrion e Renata Motta. O especialista norte-americano aprofundará a discussão sobre boas práticas e tendências em segurança contra incêndios para o patrimônio histórico, dando sequência à apresentação feita durante o “Seminário Internacional: Patrimônio em chamas: quem é o próximo? – gestão de risco de incêndio para o patrimônio cultural” no Rio de Janeiro. O evento é gratuito (sujeito a limitação do espaço) e contará com tradução simultânea.
Quando: 01 de Julho, das 15h às 16h30.
Onde: Instituto de Estudos Avançados USP (Sala Alfredo Bosi, Rua da Praça do Relógio, 109, térreo, Butantã | São Paulo – SP)
Informações: http://www.forumpermanente.org/ 

---

Exposição 'Ficções de um jardim: fotografia e literatura'

O quê: O Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs) vai receber a exposição “Ficções de um jardim: fotografia e literatura”. O evento, que é gratuito, terá a participação da artista e da curadora Niura Legramante Ribeiro. A mostra contém trabalhos fotográficos históricos e contemporâneos produzidos a partir das técnicas de desenhos fotogênicos e cianótipos (processo de impressão fotográfica em tons azuis que produz uma imagem em ciano).
Quando: Até 21 de julho de 2019, das 10h às 19h
Onde: Auditório do Margs (Praça da Alfândega, s/n° – Centro Histórico | Porto Alegre – RS)
Informações: margsmuseu@gmail.com |  (51) 3227-2311

 

Cursos e oficinas

Seminário 'Museus de reconciliação: comunidades, pedagogias e memórias'

O quê: O Conselho Internacional de Museus (ICOM) e o Museu de Memória Histórica da Colômbia (MMHC) irão realizar o seminário “Museos para la reconciliación: comunidades, pedagogías y memorias” (Museus de reconciliação: comunidades, pedagogias e memórias), que tem a finalidade de promover a reflexão sobre os desafios museológicos e pedagógicos que os  contemporâneos latino-americanos enfrentam ao desenvolver projetos e atividades ligados à construção de memórias, conflitos, processos de resistência e resiliência, diálogo e reconciliação.
Quando: de 7 a 11 de outubro de 2019
Onde: Museo La Tertulia (Av. Colombia n° 5 - 105 Oeste | Cali - Colômbia)
Informações: http://bit.ly/tallericom 

---

II Simpósio do Patrimônio Histórico e Cultural Militar

O quê: Promovido pelo Ministério da Defesa, o Simpósio visa promover o debate sobre novos processos de armazenamento e de gestão da informação de arquivos e bibliotecas, abordando os temas Gestão da Informação e Tecnologias e Direito à Informação: Política e Acesso. O Simpósio congregará ainda o V Encontro de Gestão de Arquivos Militares Brasileiros, o IV Encontro de Profissionais de Bibliotecas Militares Brasileiras e o VII Encontro de Gestão de Museus Militares Brasileiros. Interessados devem preencher o formulário de inscrição e encaminhá-lo para simposio.militar@defesa.gov.br. Confira a programação.
Quando: 1º a 3 de julho de 2019.
Onde: Auditório do Colégio Militar de Brasília (Setor de Grandes Áreas Norte 903 - Asa Norte | Brasília - DF)
Informações: defesa.gov.br   |   (61) 3312-8754 ou 4116

---

Oficinas e cursos gratuitos da Escola Livre de Artes

O quê: A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, abre inscrições para as oficinas e cursos gratuitos do projeto arena da Cultura, da Escola Livre de Artes. São oferecidas mais de mil vagas para cursos de longa duração nas áreas de artes visuais, circo, dança, design popular, música, patrimônio cultural e teatro. O processo de seleção para as oficinas é simplificado, sendo direcionado pelos critérios de assiduidade, pontualidade, presença qualificada e contribuição para o grupo de trabalho nos primeiros encontros.
Quando: De 24 de junho a 1° de agosto.
Onde: Centro Cultural Bairro das Indústrias (Rua dos Industriários, 289, Bairro Novo das Indústrias | Belo Horizonte - BH).
Informações: (31) 3277-4644 | secretaria.ela@pbh.gov.br