Boletim eletrônico Nº 752 - Ano XVI - 20 a 27 de setembro de 2019

13ª Primavera dos Museus começa nesta segunda-feira com programação em todo o país

guia da primavera

De 23 e 29 de setembro, a 13ª Primavera dos Museus reunirá 848 museus participantes em todo o Brasil.

Coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), a programação desta temporada somará mais de 2.650 eventos como seminários, exposições, oficinas, visitas mediadas, exibições de filmes, palestras, entre outras atividades.

Este ano, o tema “Museus por dentro, por dentro dos museus” propõe fortalecer a relação públicos/museu a partir da ótica da preservação enquanto ato compartilhado entre o cidadão e o seu bem cultural. A expectativa é estimular um maior engajamento da comunidade com essas instituições ao explorar os aspectos do cotidiano museológico. Saiba mais sobre o tema.

Para o presidente do Ibram, Paulo Amaral, o engajamento dos museus com o tema proposto pelo Ibram nesta edição foi surpreendente. “A Primavera dos Museus traz uma dimensão formidável sobre a pluralidade das instituições museológicas e culturais de nosso país, que se mobilizaram para criar uma programação especial, buscando ampliar a conectividade com seus públicos. Esperamos que essa experiência transforme o olhar dos visitantes na aventura de conhecer, preservar e compartilhar memórias”, comentou.

Em Goiás, o Museu das Bandeiras apresenta a exposição “De Câmera e Cadeia a Museu: a história de um prédio através dos documentos do arquivo do Museu das Bandeiras". Já o Museu Casa da Hera, em Vassouras (RJ), além da exposição "Revirando o baú de recordações", realizará uma oficina de Educação Patrimonial para professores e os bastidores dos museus.

Em Diamantina (MG), o Museu do Diamante realiza a exposição "Por trás do exposto", composta por imagens que retratam ação de conservação preventiva e preservação do acervo do Museu. E, no Rio de Janeiro, o Museu Histórico Nacional realizará o “Bondinho da História: museólogo por um dia”, que irá apresentar as ações realizadas por museólogos.

Confira o guia online com a programação completa da 13ª Primavera dos Museus. O formato Busca Rápida permite ao usuário encontrar atividades por Estado, Cidade, Museu ou Palavra-chave. Também está disponível a programação em formato de publicação digital (formato PDF).

---

Abertas as inscrições para o Prêmio Darcy Ribeiro 2019

Museu-Imperial-estudantes-

Foi publicado, no último dia 13, o edital de chamamento público n° 01/2019 referente ao Prêmio Darcy Ribeiro 2019.

Constitui objeto do edital a premiação de 10 (dez) práticas e ações de educação museal que por meio das diversas relações de mediação com os públicos, convidem à apropriação, em sentido amplo, do patrimônio cultural, valorizando-o e promovendo sua preservação.

Poderão concorrer ao prêmio instituições museológicas, privadas ou públicas das esferas estaduais e municipais; órgãos ou entidades públicas nas esferas estaduais e municipais que possuam em sua estrutura unidades museológicas; e pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos mantenedoras de unidades museológicas.

Serão distribuídos 10 (dez) prêmios de R$ 10 mil (dez mil reais), sendo um prêmio para cada selecionado. O valor recebido pelo prêmio deve ser empregado exclusivamente em ações e projetos educacionais dos museus, seja para continuidade do próprio projeto concorrido, seja em outras práticas e ações de educação museal.

As instituições interessadas podem realizar a inscrição até o dia 29 de outubro por meio do e-mail inscricao.edital@museus.gov.br . No ato da inscrição, o interessado deverá encaminhar o Anexo I – ação educativa em um único arquivo no formato PDF, com a descrição da ação educativa realizada entre os anos de 2016, 2017 ou 2018.

Acesse aqui o edital

---

Presidente do Ibram participa de reabertura do núcleo expositivo do Museu das Missões

Paulo Amaral participa de inauguração do centro expositivo

Na última segunda-feira (16), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus, Paulo Amaral, participou da reabertura oficial do núcleo expositivo memória e história da casa do zelador, no Museu das Missões.

Com os esforços do Centro de Conservação e Restauração de Bens Culturais da Universidade Federal de Minas Gerais (Cecor-UFMG), do Iphan, da Prefeitura Municipal e da Associação Amigos das Missões, foi revitalizado e equipado o novo espaço destinado ao atelier de conservação e restauro do museu, sendo designado para os cuidados com as peças em madeira policromada dos séculos XVII e XVIII.

Na ocasião, além de participar da reabertura do núcleo expositivo, Amaral visitou as instalações da unidade museológica e assinou o livro de visitas, o que marcou a abertura oficial do núcleo. Na sequência, participou de uma reunião de trabalho seguida por uma confraternização organizada pelo museu.

O Museu das Missões é aberto ao público gratuitamente de terça-feira a domingo das 09h às 12h e das 13h30 às 18h.

---

Museus do Ibram são contemplados no Fundo Ibermuseus para o Patrimônio Museológico 2019

banner-fundo-ibermuseus-patrimonio-museologico (1)

Foi publicado, no último dia 16, a resolução da Categoria I do Fundo Ibermuseus para o Patrimônio Museológico, edição 2019.

Oito solicitações de instituições da Argentina, Brasil, Chile e Colômbia foram aprovadas para receber recursos financeiros para ações preventivas por meio de diagnósticos (ações para identificação de riscos, desenvolvimento de planos de gestão de riscos, modelos de gestão de conservação preventiva e capacitação em qualquer dessas áreas) ou planos de intervenção (ações para tratar riscos. O plano deve ser elaborado a partir da identificação do risco ou problema, indicando a parte da coleção que está afetada, o impacto negativo em termos de perda de valor cultural, proposta de mitigação e meios de verificação).

Um total de US$ 30 mil dólares será alocado para atender às demandas imediatas dos museus, sendo US$ 18 mil para ações preventivas (categoria I). Os beneficiados do Fundo Ibermuseus são: o Museu Comunal Peyrano (Argentina); o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Brasil); os Museus Raymundo Ottoni de Castro Maya e Museu do Açude (Brasil); a Universidade Federal do Ceará (Brasil); o Museu do Diamante (Brasil); o Museu do Índio (Brasil); o Museu Gabriela Mistral de Vicuña (Chile); e o Instituto Caro y Cuervo em convênio com a Universidade dos Andes (Colômbia).

O Museu do Açude/Ibram teve o valor aprovado de US$ 2.000 (dois mil dólares) para realizar os estudos de engenharia e projetos de contenção. A unidade museológica foi contemplada para ações preventivas por meio dos planos de intervenção.

Quanto ao Museu do Diamante/Ibram, o valor aprovado foi de US$ 2.500 (dois mil e quinhentos dólares) para contratar consultoria para elaboração das fases 2 e 3 do plano de gestão de riscos do museu. Segundo a diretora do Museu do Diamante, Sandra Martins Farias, a finalização do plano de gestão de riscos ao acervo musealizado é um marco no campo da preservação de bens culturais, visto sua eficácia como metodologia de identificação, análise e combate aos riscos que ameaçam e comprometem a segurança dos bens culturais musealizados.

O prazo para a apresentação de solicitações na categoria II (situações de emergência) é 1° de dezembro de 2019.

Acesse aqui mais informações sobre o Fundo Ibermuseus edição 2019.

---

Câmara dos Deputados inaugura exposição sobre o Museu Nacional

curadora expo Museu Nacional_ Dra Thereza Baumann

A Câmara dos Deputados inaugurou, na terça-feira (17), a exposição “O Museu Nacional Vive! Memórias e perspectivas”. A mostra conta a história do Museu Nacional do Rio de Janeiro desde a sua criação, em 1818, e a importância da instituição na história do Brasil.

A abertura da exposição foi marcada pela realização, na quarta-feira (18), de Sessão Solene em homenagem ao Museu Nacional. Na ocasião, estiveram presentes o Diretor do Museu Nacional, Sr. Alexandre Kellner, e a Reitora da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Dra. Denise Pires de Carvalho, entre outros convidados.

O museu, que é administrado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), sofreu um incêndio há um ano (em 2 de setembro de 2018) que o destruiu quase na totalidade. A estrutura do prédio sede e grande parte do acervo foram perdidos no desastre. Desde então, a comunidade de pesquisadores e amigos do museu têm se esforçado para recuperar e reconstruir a instituição, reafirmando sua vocação para promover renovação, pesquisa e divulgação do conhecimento como forma de inclusão social. Além de verbas públicas, o museu tem recebido doações de brasileiros e do exterior para a sua recuperação.

Balanço divulgado no fim de agosto pela professora Luciana Carvalho, paleontóloga do Museu Nacional e vice-coordenadora do Núcleo de Resgate, indica que 19% das coleções que estavam nos prédios do Horto Botânico não tiveram itens atingidos; 35% das coleções continuam com itens sendo resgatados e 46% das coleções foram perdidas ou restou pouco delas.

Maior museu de história natural da América Latina, o Museu Nacional contava com um acervo de 20 milhões de itens, como fósseis, múmias, peças indígenas e livros raros. Mas a instituição bicentenária se mantém viva e sua memória está presente no inconsciente coletivo alimentado durante muitas décadas pelas exposições voltadas ao público em geral e focadas nas visitas escolares da rede pública de ensino.

A exposição “O Museu Nacional vive! Memórias e perspectivas” fica aberta ao público no Corredor de acesso ao Plenário Ulysses Guimarães, na Câmara dos Deputados (Brasília/DF) até o dia 16 de outubro de 2019, de segunda a sexta, das 9h às 17h.

Na foto, a curadora da exposição “O Museu Nacional Vive! Memórias e perspectivas”, Dra. Thereza Baumann. Imagem e texto: Ascom Câmara dos Deputados. Edição: Ascom Ibram.

 

Agenda

Tinta sobre tinta: acervo do MAM no Instituto CPFL

O quê: Com acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo, mostra reúne 35 obras de artistas como Iberê Camargo, Leda Catunda, Paulo Pasta, Tomie Ohtake, entre outros, e evidencia a herança da pintura impressionista no Brasil, assim como trabalhos de pintores que deram tratamentos diferentes à exploração das tintas, com obras que datam entre 1935 e 2012. Entrada gratuita.
Quando: de 07/08 a 30/11/2019. De segunda e terça-feira, das 9h às 18h. De quarta a sexta-feira, das 9h às 19h, e aos sábados e feriados, das 10h às 16h.
Onde: Instituto CPFL (R. Jorge Figueiredo Corrêa, 1632 – Chácara Primavera | Campinas – SP)
Informações: (19) 3756-7060 | monitoriainstitutocpfl@gmail.com

---

1° Ciclo de Palestras Arquivos e Museus

O quê: A PUC de São Paulo apresenta o I Ciclo de Palestras Arquivos em Museus. O evento, aberto aos públicos interno e externo, trará à PUC-SP nomes de referência em diversas áreas de museus e arquivos para encontros semanais, as quintas-feiras às 8h20 para palestras seguidas de debate. Segundo o organizador, prof. Ettore Quaranta (Depto. de História), o ciclo visa posicionar a PUC-SP no cerne das discussões, debates e formação profissional relacionadas aos campos museológico e arquivístico.
Quando: Até 5/12
Onde: R. Monte Alegre, 984 – Perdizes | São Paulo - SP
Informações: arquivosemuseuspuc@gmail.com

Cursos e Oficinas

'Realização Audiovisual' no Museu Casa dos Ottoni

O quê: O Museu Casa dos Ottoni/Ibram realiza a oficina “Realização Audiovisual” em que os participantes irão trabalhar aspectos teóricos e práticos da produção audiovisual e terão a oportunidade de produzir, de forma colaborativa, um curta-metragem.
Quando:  23 a 29 de setembro de 2019, das 14h às 18h
Onde: Museu Regional Casa dos Ottoni (Praça Cristiano Ottoni, 72 – Praia | Serro – MG)
Informações: https://www.facebook.com/museucasados.ottoni