Boletim eletrônico Nº 767 - Ano XVII - 21 a 28 de fevereiro de 2020

---

Museu Nacional realiza seminário sobre Planejamento dos espaços de guarda de coleções

seminario museu nacional_boletim

No próximo dia 11 de março, será realizado o Seminário “Planejamento dos espaços de guarda de coleções em museus: Sustentabilidade, Conservação e Segurança”, coordenado pelo Museu Nacional-UFRJ, com apoio do British Council e parceria com Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU-RJ).

Após a tragédia do incêndio no Museu Nacional, ocorrido em setembro de 2018, a equipe do museu vem planejando os novos espaços que irão abrigar os itens que estão sendo incorporados ao seu acervo como resultado de pesquisas e doações. A partir desse contexto, especialistas em áreas correlacionadas poderão levar sua experiência para discutir os espaços adequados e seguros para as coleções do novo Museu Nacional.

Voltado para gestores da área de patrimônio, diretores, gestores e profissionais de museus, o Seminário pretende promover um debate em torno de três eixos principais: construção de espaços e sustentabilidade, preservação, conservação e segurança geral.

A programação do evento contará com a realização de 4 mesas-redondas, são elas: Os acervos como peças centrais em instituições museais e o Novo Museu Nacional/UFRJ; Planejamento de Espaços de Guarda de Coleções de forma Sustentável; Preservação e Conservação em Ambientes de Coleção e Guarda; e Segurança, Fluxograma e Conectividade.

O Seminário “Planejamento dos espaços de guarda de coleções em museus: Sustentabilidade, Conservação e Segurança” será realizado no auditório da Conselho de Arquitetura e Urbanismo, no Rio de Janeiro. Interessados em participar do evento podem fazer suas inscrições preenchendo o formulário disponível no site do Ibram. Mais informações podem ser solicitadas pelo e-mail seminario@museus.gov.br

Confira a programação completa (PDF).

---

Ibram aprova projetos durante reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura

cnic

Entre os dias 11 a 18 de fevereiro, foi realizada, com transmissão  da Plenária do áudio em tempo real no site da Secretaria Especial de Cultura, a 306ª reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (Cnic), órgão colegiado de assessoramento sob gestão da Secretaria Especial da Cultura.

Ao todo, foram mais de 270 projetos analisados, sendo 104 na área de Artes Cênicas, 15 em Artes Visuais, 21 em Audiovisual, 40 em Humanidades, 14 em Museus e Memória, 59 em Música e 18 em Patrimônio Cultural.

Os programas pleiteiam autorização para captar até R$ 254 milhões junto a patrocinadores – pessoas físicas e jurídicas – para execução das propostas.

Na reunião, foram aprovados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) 25 projetos nas áreas de Museu e Memória e Patrimônio Cultural. Confira aqui os projetos contemplados e respectivos valores.

Cnic no ano de 2019

Em 2019, foram realizadas 16 reuniões da Cnic, com 74 projetos aprovados para planos anuais, sendo estes pautados e aprovados, em análise inicial, pelo Ibram.  Acesse aqui a lista dos projetos.

Com os recursos, as instituições que tiveram os projetos aprovados têm a possibilidade de realizar ações continuadas, tais como: aquisição e restauração de acervo, documentação, conservação e preservação do patrimônio, atividades pedagógicas, museografia, publicidade, contratação de técnicos e especialistas, aquisição de equipamentos, entre outras ações de fortalecimento dos museus brasileiros por meio da execução dos planos anuais.

Sobre a Cnic

A Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (Cnic) é um colegiado formado por 21 membros da sociedade civil, sendo sete titulares e 14 suplentes. Também integram a Comissão integrantes do poder público e o presidente da entidade nacional que congrega os secretários de Cultura das unidades federativas. A principal função da Cnic é apreciar os projetos culturais que pleiteiam incentivo fiscal por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A próxima reunião da Cnic será realizada entre os dias 17 a 19 de março.

---

Saber museu lança curso sobre Conservação Preventiva para Acervos

conservacao

O Programa Saber Museu lançou na terça-feira, 18 de fevereiro, o curso Conservação Preventiva para Acervos Museológicos. Desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), o curso traz as informações básicas necessárias ao desenvolvimento de ações de conservação preventiva para bens culturais musealizados, principalmente quanto a atividades de higienização, manuseio, guarda e transporte.

A conservação preventiva é um conjunto de ações necessárias para desacelerar ou minimizar o processo de degradação dos bens culturais, sendo, portanto, uma ação fundamental a ser desenvolvida por qualquer museu. A falta de informação, a ausência de profissionais capacitados e as limitações financeiras tornam a conservação uma ação menos prioritária e até ausente em diversas instituições museológicas.

O curso abordará informações gerais de conservação preventiva para diversos suportes, tais como vidro, madeira, couro, tecido, orientando os profissionais na formulação de estratégias que minimizem as ações dos agentes de degradação, de acordo com o contexto e tipo de material de cada acervo preservado no museu.

Na modalidade EAD, o curso tem uma carga horária de 40 horas e foi estruturado em 7 módulos, entre eles o de Constituição física dos acervos e principais agentes de deterioração; o de Diagnóstico das condições ambientais; o de Equipamentos e materiais de conservação e o de Embalagem e acondicionamento.

Interessados em participar do curso Conservação Preventiva para Acervos Museológicos podem fazer suas inscrições aqui. Saiba mais sobre o Programa Saber Museu.

---

Acervo do Museu de Arte Sacra da Boa Morte está disponível online

Boa Morte tainacan

O Museu de Arte Sacra da Boa Morte disponibilizou, nesta sexta-feira, 21 de fevereiro, parte do seu acervo na Internet. Pesquisadores e o público em geral poderão ter acesso a 111 itens do acervo do museu por meio da plataforma eletrônica Tainacan.

Em conjunto, os três museus Ibram no estado de Goiás, disponibilizam 725 peças de diversas tipologias, com destaque para os objetos que narram as memórias e histórias culturais, sociais, econômicas e religiosas no centro-oeste. Outros 13 museus Ibram também já disponibilizaram seus acervos online. Veja aqui.

Sobre o Museu

O Museu de Arte Sacra da Boa Morte está localizado no centro histórico de Goiás. O imóvel foi construído para abrigar uma Igreja para Santo Antônio de Pádua em 1779, mas devido a proibição real de edificações religiosas pertencentes a militares, foi doada à Confraria dos Homens Pardos da Boa Morte, que em 1792 concluiu a edificação em homenagem a Nossa Senhora da Boa Morte. O edifício foi tombado pelo Iphan em 1951 e ganhou a função de Museu em 1969.

Seu acervo é constituído por mais de 1.000 itens, incluindo peças de arte sacra e objetos religiosos, prataria e indumentária. O museu abriga a maior coleção de obras do artista José Joaquim da Veiga Valle.

 

---

Museu da Inconfidência substitui acervos arquivísticos e bibliográficos por cópias fidedignas

foto 4 - inconfidencia

Na primeira semana deste mês, o Museu da Inconfidência/Instituto Brasileiro de Museus realizou um trabalho para substituir os acervos arquivísticos e bibliográficos que estavam na exposição de longa duração por fac-símeles , cópias fidedignas que substituem os originais.

“Recolhemos os documentos para local climatizado no arquivo histórico como medida de preservação. Desta forma, garantimos vida longa aos registros da Inconfidência Mineira, da histórica do período colonial e do ciclo de ouro”, explicou a diretora do Museu, Margareth Monteiro.

Para o trabalho, segundo a diretora, foi contratada uma empresa especializada em reprodução de documentos em suporte de papel com PH neutro, de longa duração. E, ainda, como medida protetiva, foram retiradas todas as placas de lona de bloqueio de luz das janelas e a cortina do panteão para higienizá-la.

“Foi uma grande conquista para a memória nacional, considerando que o museu da Inconfidência Mineira é reconhecido como maior banco de dados sobre a Conjuração Mineira e seus protagonistas”, concluiu a diretora.

O Museu da Inconfidência funciona de terça a quinta, das 10h às 18h. Sexta das 10h às 20h. Sábado das 10h às 17h e domingo das 9h às 14h.

 

 

Agendas

Carnaval na Paleta de Portinari

O quê: O Museu Casa de Portinari, na cidade de Brodowski, a 30 quilômetros de Ribeirão Preto (SP), promove o Carnaval na Paleta de Portinari. Na ocasião, vai haver a oficina Máscara de Palhaço. A atividade lúdica será ministrada pela artesã Mara Silvia M. M. Santos, que produzirá máscaras carnavalescas com o público. O objetivo é estimular a imaginação e os participantes poderão confeccionar suas peças.
Quando: 22 a 25 de fevereiro, das 10h às 17h
Onde: Museu Casa de Portinari (Praça Candido Portinari, 298 – Centro | Brodowski – SP)
Informações: (16) 3664-4284

---

Faces of Auschwitz e Escravidão no Brasil

O quê: O Museu do Holocausto de Curitiba vai promover a exposição “Marina Amaral – Photo Colorization”, a artista mineira que ficou mundialmente conhecida por utilizar cores para dar vida a fotografias em preto e branco. A mostra, com entrada gratuita e sem necessidade de agendamento prévio, une os projetos Faces of Auschwitz e Escravidão no Brasil. A  ação faz parte do evento de lançamento do livro “Arte e Holocausto”, do pesquisador Rafael Tassi Teixeira.
Quando: 31 de março  a 05 de maio.
Onde: Sesc Paço da Liberdade (Praça Generoso Marques, 189 – Centro | Curitiba – PR)
Informações: https://www.sescpr.com.br/unidade/sesc-paco-da-liberdade/ 

---

Tiradentes nem patriota, nem frade: memória e representação no Museu Paulista e no Museu da Inconfidência

O quê: O Museu da Inconfidência e a Hucitec Editora convidam para o lançamento do livro de Mariana Dolci, que apresenta um novo olhar sobre a figura de Tiradentes, desmitificando o homem e revelando o passo a passo dessa narrativa que pretendia, e conseguiu, fazer de Tiradentes o ícone patriota que ele nunca foi.
Quando: 05 de março, às 19h.
Onde: Auditório do Museu da Inconfidência - Anexo I (Praça Tiradentes, 139 - Centro Histórico | Ouro Preto – MG)
Informações: (31) 3551-1121

---

Ásia: a terra, os homens, os deuses

O quê: O Museu Oscar Niemeyer promove a segunda edição da exposição “Ásia: a terra, os homens, os deuses”. Inaugurada em março de 2018, teve uma renovação de cerca de 50% das peças expostas. Dividida agora por núcleos de regiões e civilizações, a mostra tornou-se mais didática. A exposição traz gravuras, papéis e tapetes criados em diferentes tempos de guerras da humanidade, dispostos numa sala específica da mostra. Obras como xilogravuras da Revolução Cultural da China, desenhos e pôsteres da Guerra do Vietnã e tapetes da Guerra do Afeganistão feitos por crianças fazem parte da mostra.
Quando: A partir de 20 de fevereiro, das 10h às 18h
Onde: Museu Oscar Niemeyer (Rua Marechal Hermes, 999, Curitiba|Paraná)
Informações: http://museuoscarniemeyer.org.br